26.1 C
Vila Velha

Ex-primeiro-ministro do Paquistão foi sentenciado a cumprir pena de prisão

A Suprema-Corte afirmou que causa da prisão foram crimes de corrupção

EM FOCO

Paulo Pontes
Paulo Ponteshttps://www.searanews.com.br
Fundador e CEO da Seara News Comunicação, jornalista, cidadão vilavelhense, natural de Magé (RJ), pastor, teólogo (Teologia Pastoral e Catequética), presidente do Diretório da SBB-ES, autor do livro Você Tem Valor, membro da Assembleia de Deus em Cobilândia, Vila Velha-ES.

Imran Khan, ex-primeiro-ministro do Paquistão, país classificado em 9º lugar na Lista Mundial da Perseguição de 2023, foi condenado a três anos de prisão devido a acusações de crimes de corrupção, incluindo a não declaração do dinheiro obtido com a venda de presentes recebidos durante seu mandato.

De acordo com o portal de notícias BBC, os presentes vendidos, que incluíam relógios e anéis, totalizaram mais de 140 mil rúpias paquistanesas (aproximadamente 635 mil dólares). Imran nega todas as acusações e já recorreu à Corte para que reavalie a sentença.

Protestos

A prisão de Imran desencadeou protestos em todo o país. Em uma gravação de áudio pouco após o veredito, ele pediu que a população paquistanesa se manifestasse contra a decisão. Imran foi eleito primeiro-ministro em 2018, mas foi deposto após desentendimentos com o chefe do Exército do Paquistão. Desde então, enfrentou mais de cem acusações relacionadas a crimes políticos. Os protestos em todo o país se devem, em grande parte, ao receio de que Imran seja excluído das próximas eleições.

Tanto aliados quanto opositores se mobilizaram para criticar ou apoiar a prisão do ex-premiê, principalmente devido aos rumores de que os militares podem intervir a favor de Imran nas próximas eleições, previstas para o início de novembro.

Acidente de trem

Além disso, o país foi abalado por um acidente fatal de trem no último fim de semana. Pelo menos 30 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas quando um trem, que transportava passageiros e cargas, descarrilhou no Sul do Paquistão, perto da estação de trem Sahara, em Nawabshah, no domingo, 6 de agosto. Os vagões de carga tombaram no meio dos trilhos, e uma equipe de resgate trabalhou para resgatar as pessoas dos destroços. Esse tipo de acidente não é comum no país, e as autoridades estão investigando as causas, enquanto grupos paramilitares começaram a se mobilizar.

Por causa desses acontecimentos e de outras crises no país, a situação dos cristãos perseguidos no Paquistão tende a ser ainda mais afetada. Nesse sentido, a Portas Abertas pede orações pelo bem-estar do país e de sua população.


DEIXE UM COMENTÁRIO
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Acompanhe a programação da Rádio Seara News. Baixe o Aplicativo!
Siga Seara News no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube
Se encontrou algum erro, deseja sugerir uma pauta, ou falar conosco. Clique aqui!
- Publicidade -

LEIA MAIS...

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

LEIA TAMBÉM

ESTUDOS E DEVOCIONAIS

- Publicidade -
Rádio Seara News
- Publicidade -
Suprema Contabilidade
- Publicidade -spot_img