spot_img
spot_img
20 C
Vila Velha

Cristãos são sequestrados em novo ataque extremista na Nigéria

Crianças e mulheres estão entre as vítimas levadas pelos extremistas

EM FOCO

Paulo Pontes
Paulo Ponteshttps://www.searanews.com.br
Fundador e CEO da Seara News Comunicação, jornalista, cidadão vilavelhense, natural de Magé (RJ), pastor, teólogo (Teologia Pastoral e Catequética), presidente do Diretório da SBB-ES, autor do livro Você Tem Valor.

Na última sexta-feira (24), à noite, a comunidade de Kuchi, localizada no distrito de Munya, Nigéria, foi alvo de um ataque devastador feito por homens armados, suspeitos de pertencerem ao grupo Ansaru, uma facção dissidente do Boko Haram. Durante a investida, os agressores saquearam, assassinaram oito pessoas e levaram consigo diversas vítimas sequestradas, incluindo crianças e mulheres.

De acordo com relatos do portal de notícias HumAngle, mais de 300 extremistas que participaram do ataque, chegaram ao vilarejo em motocicletas. O representante do governo local, Aminu Na-Jume confirmou que os agressores ficaram por horas na região, usaram uma lanchonete como base de operações, e se alimentaram antes de iniciarem os ataques. Testemunhas relataram que os extremistas invadiram lojas e roubaram alimentos básicos, como suco de laranja, biscoitos e arroz.

A comunidade local ficou abalada diante da brutalidade do ataque. Muitas pessoas se dispersaram e buscaram abrigo em acampamentos para deslocados internos, uma realidade até então inédita para a região. Relatórios da organização Portas Abertas indicam que a maioria das vítimas sequestradas eram cristãs, embora também tenham sido levados alguns muçulmanos. No entanto, a identificação precisa das vítimas, como número exato e até mesmo os nomes dos sequestrados, devido ao caos gerado pelos ataques.

Foi notificado por muitos veículos de imprensa que o total de 160 pessoas sequestradas nesse incidente. Muhammad Auwalu, um morador local, relatou que os terroristas vasculharam casa por casa em busca de reféns, levando um número significativo de vítimas, incluindo mulheres e crianças. Os ataques no país aumentaram e, este é mais um episódio de uma série de ataques que assolam a região, deixando muitas comunidades em estado de deslocamento e desespero.

A situação na Nigéria é cada vez mais preocupante, com ataques extremistas frequentes, especialmente na região norte do país. A negligência global diante desses ataques é alarmante, enquanto milhares de pessoas são forçadas a abandonar suas casas e enfrentar a incerteza do deslocamento interno.

“Estamos tristes pelo que aconteceu no último ataque na Nigéria. Muitos outros ataques do Boko Haram, ISWAP, Ansuro e extremistas em meio ao povo fulani continuam a atingir comunidades cristãs e vilarejos no Norte do país. Ainda assim, a comunidade internacional ignora tamanha crise de segurança. É devastador saber que esses ataques continuam imbatíveis e que milhares de pessoas são obrigadas a deixar suas casas e se tornar deslocadas internas”, disse o representante da Portas Abertas da África Subsaariana.

Deslocamento e destruição

Ataques feitos por extremistas em motocicletas têm se tornado uma triste realidade na Nigéria. Há cerca de um ano, duas comunidades no estado de Plateau, localizado no Norte do país, foram alvo de um grupo extremista. Suspeita-se que os responsáveis por este ato sejam membros da etnia fulani, conhecida por sua atuação em ações violentas. Desde então, a atmosfera na região permanece tensa e o medo se dissemina entre os habitantes locais.

Muitos cristãos que conseguem fugir dos ataques se tornam deslocados que são reunidos em campos de refugiados e ficam ainda mais vulneráveis a novos ataques e sequestros.

Quando avistaram os extremistas chegando em motocicletas e bicicletas, a comunidade reuniu as crianças e as mulheres para fugirem. No entanto, muitas delas foram pegas em uma emboscada.

A Nigéria ocupa a 6ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2024, que classifica os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos no mundo. O documento é editado anualmente pela Portas Abertas e, neste ano, constatou que 365 milhões de cristãos são perseguidos no mundo. A Nigéria é o país mais violento contra os cristãos e foi responsável por 82% das execuções, chegando ao total de 4.118 cristãos mortos.

Com Portas Abertas

APOIE SEARA NEWS Clique AQUI!
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Baixe a Revista Seara News
- Publicidade -

LEIA MAIS...

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

LEIA TAMBÉM

ARTIGOS E DEVOCIONAIS

- Publicidade -
Suprema Contabilidade
- Publicidade -Anuncie em Seara News
- Publicidade -
Rádio Seara News