spot_img
spot_img
21.6 C
Vila Velha

O Cristão e a Política

A importância da participação cristã na política

EM FOCO

Robson Aguiar
Robson Aguiar
Teólogo, articulista, comentarista cristão, e pastor presidente da Assembléia de Deus, em Caetés III, Abreu e Lima-PE,

A Bíblia ensina: “Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme” (Provérbios 29:2). Essa máxima pode ser ilustrada pela história dos negros americanos, que encontraram na política um caminho para a emancipação. Um exemplo marcante é a atuação do pastor batista Martin Luther King Jr., que se tornou um dos principais líderes do movimento pelos direitos civis nos Estados Unidos.

Israel, por um longo período, viveu sob um regime teocrático, onde Deus, por meio de seus profetas, governava o povo judeu. As leis religiosas e civis entregues a Moisés formavam a única Constituição da nação. Mesmo quando o povo pediu um rei a Samuel, Deus escolheu o governante, como no caso de Saul, que foi ungido pelo profeta. Embora Saul não tenha sido um bom rei, foi respeitado por Davi devido à sua posição, e a monarquia seguiu com novos líderes escolhidos por Deus.

Na Idade Média, a interferência direta da Igreja nos governos criou tensões significativas entre Igreja e Estado. Contudo, não se deve demonizar a presença de cristãos na política por causa desse período histórico. Escândalos de corrupção envolvendo parlamentares evangélicos contribuíram para uma visão negativa sobre a política entre alguns setores da igreja. No entanto, nos últimos anos, a atuação de parlamentares cristãos em Brasília tem sido notável, abordando questões como liberdade de expressão, ideologia de gênero, liberação de drogas, aborto, legítima defesa e propriedade privada entre outros temas que atingem também a igreja.

A sociedade está em constante transformação, e é essencial que a igreja participe ativamente da política, não mais como na idade média, com ameaças e imposições, mas de forma democrática e moderada, sem deixar de ter representatividade, se posicionando nos temas mais diversos. A ausência de cristãos na política deixaria espaço para que ateus, agnósticos, satanistas e outros grupos com visões de mundo diferentes ocupem esses espaços, moldando as leis de acordo com suas perspectivas.

Portanto, a participação cristã na política não é apenas desejável, mas necessária para garantir que as leis reflitam valores que beneficiem a sociedade como um todo.

R.A


APOIE SEARA NEWS Clique AQUI!
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Baixe a Revista Seara News
- Publicidade -

LEIA MAIS...

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

LEIA TAMBÉM

ARTIGOS E DEVOCIONAIS

- Publicidade -
Suprema Contabilidade
- Publicidade -Anuncie em Seara News
- Publicidade -
Rádio Seara News