spot_img
spot_img
20 C
Vila Velha

Doutrinas dos antigos

EM FOCO

Robson Aguiar
Robson Aguiar
Teólogo, articulista, comentarista cristão, e pastor presidente da Assembléia de Deus, em Caetés III, Abreu e Lima-PE,

Pensando na série “doutrinas dos antigos”, um dia ouvi um pastor de renome ensinando que não entra na igreja sem gravata. Assisti a uma pregação de um pastor, conhecido como “príncipe dos pregadores”, ensinando no maior congresso evangélico do Brasil, que no púlpito o pregador tem que usar sapato e não tênis.

Não sigo modismos e também não acho legal essa combinação entre o social e esportivo. Também não usaria, principalmente sem meias. Acredito que essa apresentação pessoal destoa da homilética de um pregador do evangelho, onde a estética conta. Contudo, ensinar que o pregador não pode pregar de tênis não tem fundamento bíblico.

Nas Assembleias de Deus, os pastores antigos tiveram papéis importantes no crescimento da denominação, foram referências na vida moral, exemplo de ortopraxia, mas como pastores leigos, aqui e ali cometiam erros de ordem teológica.

As lições de Escola Bíblica Dominical e outros periódicos publicados pela Casa Publicadora, bem como Congressos e Escolas Bíblicas de Obreiros ajudavam a amenizar esse problema, mas não eram suficientes para resolver o problema.

No passado, era uma prática comum consagrar obreiros apenas por desenvoltura em falar em público unido ao fato de ser batizado no Espírito Santo. Eles tinham em sua maioria, pouca formação secular e nenhuma formação teológica.

Os poucos obreiros que se aventuravam estudar teologia eram discriminados dentro da igreja. A razão era simples, os teólogos formados corrigiram erros que há décadas eram ensinados na igreja.

Recentemente assisti num Podcast um pastor, membro de uma conceituada instituição assembleiana, criticando alguns teólogos com o argumento que eles eram novos e por essa razão deveriam respeitar os pastores mais antigos. Sem dúvidas que pastores pioneiros merecem respeito, pois deram grandes contribuições para o crescimento da igreja. Mas esse respeito não deve se traduzir em conivência com erros doutrinários.

Heresias precisam ser refutadas!

“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema” (Gl 1.8).

O próprio pastor, embora diga ser teólogo, já chegou a criticar o uso da barba com base em um versículo, quando existem dezenas respaldando seu uso. Além disso, ele tem bigode (que faz parte da barba), e nem se dá conta disso.

Ser bereano, não é ser rebelde, desrespeitoso ou desviado. Ser bereano é andar segundo os preceitos bíblicos. É ter compromisso com as Escrituras.

Portanto, ao invés de apelar para idade ou posição na denominação para obter respeito, independente do que já fez, é importante que o obreiro se atualize, estude, evolua, e ensine a Bíblia de forma correta, respeitando as regras de interpretação cuja as ferramentas descansam na exegese e hermenêutica. Certamente dessa forma, não serás corrigido.

R.A


APOIE SEARA NEWS Clique AQUI!
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Baixe a Revista Seara News
- Publicidade -

LEIA MAIS...

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

LEIA TAMBÉM

ARTIGOS E DEVOCIONAIS

- Publicidade -
Suprema Contabilidade
- Publicidade -Anuncie em Seara News
- Publicidade -
Rádio Seara News