Prosperidade Financeira

0
68

Prosperidade Financeira

A avareza é fator fundamental para definir a relação de alguém com DEUS e com o dinheiro.

Cultura – É preciso compreender primeiramente o que difere cultura do quê é moralmente correto na prática de fé. Especialmente entre os povos orientais, prevalecia a cultura de que as riquezas materiais eram comprovação de vida abençoada por Deus ou de pleno sucesso. Todos os que lemos e compreendemos genuinamente a Bíblia, sabemos que isto não é verdade. Jó era um homem próspero, porém isso não era tudo em sua vida nem o mais importante. É possível ver duas coisas profundamente interessantes em sua vida: primeiro, o seu amor a DEUS acima de todas as coisas. Todo o relato de sua provação, seus diálogos com DEUS, com sua esposa e com seus amigos, deixam isso bem claro. A segunda coisa essencial é que Jó não tinha avareza. Tudo o que tinha recebia a mordomia correta: basta ler integralmente os textos para saber que ele ajudava os órfãos, as viúvas e qualquer necessitado que buscasse seu socorro.

A avareza é fator fundamental para definir a relação de alguém com DEUS e com o dinheiro. Na verdade, a relação errada com o dinheiro e com os bens materiais pode ser o caminho mais curto para o inferno, visto que a AVAREZA é pecado grave, não por classificação comum, mas por ser vício sórdido do qual as pessoas têm muita dificuldade em se libertarem.

Outrossim, a Bíblia e o próprio Senhor JESUS mostram o apego às coisas terrenas como desapego às coisas espirituais ou celestiais. ELE deixou claro que o apego ao dinheiro e às coisas materiais, a avidez pelas riquezas ou pelo enriquecimento são demonstrativos claros de onde o seu coração está. Veja o texto de Mateus 6.19-21:

“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (grifo meu).

Então, na verdade, muito claramente, qualquer apego com as coisas materiais ou a chamada prosperidade financeira, não contribui com as coisas espirituais, tampouco é prova absoluta de bênção. Há muitos ímpios ricos e cruéis que nada tem de DEUS!

Portanto, a pregação da prosperidade financeira, tanto quanto às famigeradas campanhas nas igrejas para tal, são falsas, equivocadas e não harmonizam com o principal propósito de DEUS com os homens.

Para concluir, sabemos que o amor ao dinheiro é um mal terrível, claramente condenado pela Bíblia:

“Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contente. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”, (I Timóteo 6.6-10).

Conheço muitos crentes ricos ou estabilizados de vida financeira que são extremamente AVARENTOS, apegados às coisas financeiras. Veem, muitas vezes, os irmãos necessitados, ou mesmo o pastor da igreja em dificuldade, ou a própria igreja, a assistência social, e não são capazes de ajudar. Normalmente dizem: “eu já entrego o meu dízimo”.

Na verdade, grande parte dessas pessoas, quando entrega o dízimo não é por fidelidade, mas por tentativa de BARGANHA com DEUS. Dá com único objetivo de “prosperar” ou receber algo em troca. Digo, com segurança, que é um dinheiro sem valor, quando não, amaldiçoado.

A Bíblia ainda diz que os avarentos não serão salvos: “nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus”, (I Coríntios 6.10).

Portanto, um dos piores vícios do homem é a AVAREZA, o apego aos bens materiais e a ganância por dinheiro, excetuando-se àqueles que têm propósitos corretos, corações genuinamente libertos e mordomia cristã perfeita em DEUS!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorIrlandeses votam pela legalização do aborto, em referendo histórico
Próximo artigoBangladesh: Extremistas desistem de atacar pastor após serem impactados por testemunho
Jesiel Freitas
Jornalista, pastor, bacharel em teologia pela FACETEN (Faculdade de Ciências, Teologia e Filosofia do Rio Grande do Norte) e pela FAETEL (Faculdade de Educação Teológica Logos), docente do Curso Médio de Teologia do Cetad – Centro Educacional e Teológico da Assembleia de Deus de Americana, e EETAD – Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus, conferencista, atuando na itinerância há pelo menos 15 anos, ministrando em congressos, conferências, escolas bíblicas, seminários e outros. Pastor Jesiel gosta de mostrar seu ponto de vista no blog www.prjesielfreitas.blogspot.com.br - Ministério Palavra no Altar.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome