Por que sua vida está estagnada?
A vida não tem controle remoto, se você quer uma mudança em sua vida, levante e mude! | Foto: Pixabay

O comodismo é um mal terrível. Ele aprisiona o raciocínio, a capacidade de pensar, de expandir, de crescer como ser humano.

Comodismo – O texto bíblico de Êxodo 8.1-12 nos mostra a segunda praga do Egito. Ou melhor, o segundo sinal da grandiosidade de Deus sobre a pequenez de Faraó.

Após 7 dias que os egípcios haviam sofrido em ver toda a água da sua nação se tornar sangue e, tão logo, imprópria para o consumo, Deus envia a praga das rãs. O povo egípcio – e aqui inclui Faraó e todos os moradores do palácio -, certamente, passaram por dias de desespero não tendo algo vital: água limpa, potável. Faraó pede que Moisés interceda pelo Egito e a água se torna pura novamente. Mas, isso não impactou o coração de Faraó e este continuou a manter o povo hebreu cativo. Deus, então, envia um segundo sinal e faz com que rãs saiam das águas do rio Nilo.

A rã era, para os egípcios, um animal sagrado ligado à fertilidade e, tão logo, à vida. Eles acreditavam que quando a mulher ficava grávida, a deusa Heket soprava fôlego de vida no bebê e era pelo nome dela que as egípcias clamavam no momento do parto.

As rãs, normalmente, apareciam quando havia uma baixa muito grande no nível de água do Rio Nilo. Moisés anuncia a praga e uma quantidade absurda de rãs sai sobre o Egito. No versículo 3 a Bíblia diz: “E o Rio criará rãs  (…)”. Então, observe, o próprio Nilo era o lugar de criadouro, de fazer brotar rã. Imagino que fosse algo infinito! Um dos objetivos era que a “ação da deusa” parecesse algo maligno, pois as rãs atormentavam um povo que lhe era devoto.

Tente imaginar por alguns minutos, rãs em todos os locais da sua casa, na rua, em todo o bairro, em toda a cidade, no país inteiro! Seria impossível comer, dormir, tomar banho, andar sem pisar numa rã. Era quase impossível viver sem ter bichos pulando em você. Pois foi assim a praga das rãs no Egito. Não havia locais sem rã (v.7). Dizem por aí que não há nada tão ruim que não possa piorar. Bom, para o Egito esta praga ia ficar ainda pior. A Bíblia relata ainda no versículo 7 que os magos de Faraó, querendo mostrar poder, também fizeram sair rãs do Rio Nilo. Ou seja, se Deus, através de Moisés, já tinha feito o Nilo ser um criadouro de rãs, os magos de faraó fizeram surgir um tanto mais de rãs – só não conseguiram fazê-las desaparecer. Assim, o que já era desesperador, tornou-se horripilante!

Em seguida, Faraó olha para a aquele cenário e, claro, com muitas rãs pulando sobre ele, chama Moisés e pede que ore a Deus para que as rãs saiam do Egito (v.8).

Moisés, então, pergunta quando é para ele orar (v.9). E, Faraó responde: amanhã (v.10).

Agora, vamos pensar: você está cercado de rãs pulando sobre você, sobre sua cama, sobre seu prato, sobre a água que você iria beber, cozinhar, se banhar e pede uma benção apenas para o dia seguinte? O que Faraó fez para si e para seu povo foi protelar uma medida urgente! Foi o famoso “Não faça hoje se você pode fazer amanhã”. A Bíblia não relata quanto tempo durou a praga das rãs. Entretanto, eu não ficaria 1 segundo num local lotado por estes anfíbios. Mas, Faraó não pensava assim e deixou para depois o que poderia ter sido resolvido imediatamente.

Assim como faraó inúmeras pessoas protelam suas ações. Vão deixando tudo para depois e acabam acumulando atividades, problemas, dívidas. Vão se afundando mais e mais em suas postergações e nunca cumprem seus compromissos no prazo.

Com isso, estas pessoas que protelam demais, tornam-se acomodadas, egoístas, soberbas.

O comodismo é um mal terrível. Ele aprisiona o raciocínio, a capacidade de pensar, de expandir, de crescer como ser humano. É muito comum ver pessoas se acostumarem com o que é ruim e acham que a vida é daquele jeito mesmo. Este tipo de pensamento e de comportamento impede o crescimento humano, torna o homem um ser sem capacidade elegante pois ele perde, totalmente, a aptidão de eleger o que poderia ser mudado para que sua vida ficasse melhor.

Quando se vive dentro dessa bolha de comodismo, egoísmo e soberba, a perspectiva da vida se torna limitada. Você começa a preferir procurar um jeito menos ruim de viver aquela circunstância difícil do que dar uma guinada e mudar o rumo da história.

Ah, mas isso tudo é a vontade de Deus na minha vida. Eu tenho que aceitar. Não! Não é a vontade de Deus. Ele não te fez para o sofrimento. Ele te criou para o louvor da sua glória e isso não tem a ver com sofrimento, com comodismo. A real vontade de Deus é que você seja salvo e busque o céu a cada minuto da sua vida. Deus não quer que você seja um miserável de alma. Ele tem o melhor para todos e tem-se que buscar isso todos os dias. Todos os dias!

Como? Trabalhando de verdade, sendo útil, servindo, amando, adorando, orando, saindo dessa zona de conforto que aprisiona sua alma.

Pare de deixar para amanhã o que é necessário que se faça agora. Não ponha na conta de Deus o que é seu dever. O que você tiver que fazer, faça e faça muito bem feito. Busque o céu e entenda que para habitar ele lugar maravilhoso sua vida precisa ser transformada pelo poder do Espírito Santo. O céu não é um lugar para gente acomodada.

A vida não tem controle remoto, se você quer uma mudança em sua vida, levante e mude! Busque esta mudança. Dê o primeiro passo. Deus só fará o impossível. O possível é sua responsabilidade.

Levante-se e faça o seu melhor todos os dias.


DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
.
Seara News 25 anos

1 COMENTÁRIO

  1. Precisamos mesmo de mudanças em nossas vidas, porque muitas pessoas, até mesmo crentes, vivem numa sua zona de conforto esperando o milagre de Deus. Quando Jesus foi ressuscitar Lazaro, ele disse ao povo: “retira a pedra”. Texto maravilhoso. Parabéns Anne”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui