Michael Phelps fala como foi seu encontro com Cristo

Michael Phelps fala como foi seu encontro com Cristo
Atleta olímpico, Michael Phelps agora serve a Jesus

O legendário atleta americano Michael Phelps agora é um seguidor de Jesus

Por Paulo Pontes

Michael Phelps, o atleta olímpico mais condecorado de todos os tempos, que ganhou 22 medalhas, 18 delas de ouro, na natação em quatro Olimpíadas, disse a ESPN, na edição de 18 de julho, que estava tão desaminado chegando a pensou em suicídio em setembro de 2014, considerando estar “no fundo do poço”.

“Eu era um trem desgoverdado, uma bomba-relógio, esperando para explodir. Não tinha auto-estima. Houve momentos em que eu não queria estar aqui. Não era bom. Eu me senti perdido”, disse Phelps.

- Publicidade -

Durante esse tempo, os jornais publicaram uma foto mostrando o atleta consumindo drogas. O nadador também havia sido preso duas vezes em 10 anos por dirigir alcoolizado, sendo a última vez em 30 de setembro de 2014, e quando viu sua vida chegar “no fundo do poço”.

Nos dias que se seguiram, Phelps ficou em seu quarto, em sua casa Baltimore, pensando em suicídio. “Este é o fim da minha vida … Quantas vezes eu fiz asneiras? Talvez o mundo seria melhor sem mim”, disse.

Phelps disse que se isolou, não se alimentava, e quase não dormiu durante pelo menos uma semana, enquanto ele continuava cuidando da ideia de se matar.

Mas então um amigo cristão, de longa data, Ray Lewis, astro da NFL (Liga de Futebo Americano), veio em seu socorro. Lewis chamou Phelps e lhe disse: “Este é o momento em que lutamos. Este é o momento quando o nosso verdadeiro caráter se mostra. Não desista. Se você desistir, todos nós perdemos”, disse Lewis.

Lewis convenceu o amigo Phelps a procurar ajuda na Meadows, uma clínica de reabilitação comportamental fora Phoenix.

Phelps atendeu o conselho de seu amigo e foi para a clínica de reabilitação levando consigo um livro que ganhou de Lewis: “Uma Vida com Propósitos”, de Rick Warren.

Depois de ler o livro no Meadows, Phelps chamou Lewis, e lhe disse: “O homem deste livro é louco,” exclamou. … Você salvou a minha vida!”

Phelps disse à ESPN que o livro o ajudou a acreditar que há um poder maior do ele e que há um propósito para ele neste planeta, além de ter sido encorajado pela leitura a se reconciliar com seu pai distante, Fred, que se divorciou mãe do atleta quando tinha apenas 9 anos de idade.

Quando Phelps e seu pai se viram pela primeira vez depois de tantos anos de separação, os dois se abraçaram.

Depois que saiu da Meadows, em novembro de 2014, Phelps voltou a treinar para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Três meses depois, pediu a sua namorada, Nicole Johnson, para ser sua esposa. Em maio passado 5, Johnson deu à luz Boomer Robert, seu primogênito.

O legendário nadador americano mostrou que ainda tem o que é preciso para ser um campeão em vários eventos e modalidades, nadando mais rápido 200m medley individual, 100m borboleta e 200m borboleta nos 2015 Campeonato Nacional dos EUA.

Comemorando seu 31º aniversário em 30 de junho, Phelps qualificou-se em três distâncias individuais, para a equipe olímpica de natação dos Estados Unidos no Rio.

Phelps disse que Rio 2016 será sua quinta e última Olimpíada.

Com informações de Christian Today, My Christian Daily, e Washington Post

2 COMENTÁRIOS

  1. Se hoje ouvirdes a minha voz não endureça o vosso coração! O amigo de Phelps foi instrumento de resgate da miséria espiritual em que se encontrava.

  2. Achei o máximo esse cara é dos bons, acredito que Deus tem algo em sua vida sim, e também tudo na vida é permissão de Deus. Quando Deus quer ninguém pode impedir, eu só tenho que parabenizá-lo pois foi fiel a Deus e está de parabéns Michael Phelps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui