Professores do Espírito Santo são reconhecidos nacional e internacionalmente
Foto: Assessoria de Comunicação/Sedu

Dois professores, das escolas estaduais Domingos José Martins e Afonso Cláudio, estão muito felizes por terem seus trabalhos desenvolvidos em sala de aula reconhecidos nacional e internacionalmente.

A Escola Domingos José Martins, localizada no município de Marataízes, tem motivo para se orgulhar. O projeto “Funk: despertando o ponto de vista em sala de aula”, idealizado pela professora de Língua Portuguesa Marlúcia da Silva Souza Brandão, foi selecionado para ser apresentado no Seminário Internacional Escrevendo o Futuro, que acontecerá em São Paulo, nos dias 22 e 23 de junho.

Esse é um dos programas organizados pela Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro que, nos anos pares, realiza o concurso e premia as melhores produções de textos de alunos de escolas públicas de todo o país.

Sobre a participação, a professora está ansiosa e grata. “É muito bom ter um projeto aprovado em um seminário que contempla todo o Brasil. Na próxima semana, um dos membros da organização do Seminário virá na escola para ver como está o desenvolvimento do projeto e me preparar para a apresentação”, contou a professora.

Professores do Espírito Santo são reconhecidos nacional e internacionalmente
Professora Marlúcia Brandão

Marlúcia, que é professora na unidade escolar há 26 anos, criou o projeto com o intuito de incentivar os alunos do 1° ano do ensino médio a escreverem bons artigos de opinião, que será o gênero textual cobrado dos alunos do 2° ano na Olimpíada de Língua Portuguesa, em 2016.

O projeto está trabalhando o ponto de vista em relação ao funk. Uma pesquisa foi realizada para saber a opinião dos alunos com relação ao assunto. Foram três grupos: favor, contra ou meio termo. A opinião dos estudantes será mostrada em um gráfico, feito pela professora. Com a estatística em mãos, os alunos escreverão artigos de opinião que serão avaliados pela professora e postados em um blog criado por eles.

“Com estudos conseguimos conquistar o que queremos”. É assim que o coordenador e professor do curso técnico em Administração, Marcos Souza, explica para seus alunos como foi selecionado para passar cinco dias em Frankfurt, na Alemanha. O professor, da Escola Afonso Cláudio, vai viajar com o objetivo de realizar uma pesquisa sobre o comportamento de pessoas no ambiente de trabalho. Realizada em uma empresa de aviação, a pesquisa irá compor a sua tese de doutorado.

Professores do Espírito Santo são reconhecidos nacional e internacionalmente
Professor Marcos Souza

Marcos estudou na Escola em que hoje leciona e, mesmo com as dificuldades, sempre manteve o foco nos estudos. Quando era mais jovem, ajudava a mãe varrendo as ruas da cidade e, ali, soube que só poderia conquistar o que queria se estudasse muito. O professor, então, saiu da cidade e se graduou em Administração. Antes de terminar o curso, participou de um projeto que o beneficiou com uma bolsa de estudos de pós-graduação. Na pós, um artigo que escreveu foi destaque e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR) o convidou para fazer doutorado na instituição.

“Minha família não tinha muitas condições financeiras, mas eu sempre corri atrás. Eu enxerguei na escola uma oportunidade de crescer na vida. Sempre falo que tenho orgulho de ter estudado em uma escola da rede estadual para os meus alunos. Além disso, deixo claro que só chega longe quem estuda”, enfatizou o professor.

Fonte: Portal do Governo do ES

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui