Vila Velha hospeda a 28ª Conferência de Escola Dominical

0
82
Vila Velha hospeda a 28ª Conferência de Escola Dominical
Professores e líderes da 28ª Conferência de Escola Dominical da CPAD (Foto: Wagner Breciane)

 

“Professores renovados e prontos para transformar gerações pela excelência do ensino”

Por Paulo Pontes

Com objetivo de capacitar superintendentes e professores, além de motivar aqueles que se sentem vocacionados para o ministério do ensino bíblico, a 28ª Conferência de Escola Dominical promovida pela Casa Publicadora das Assembleias de Deus – CPAD, aconteceu nos dias 17 a 20 de novembro, no templo sede da AD em Aribiri, Vila Velha (ES), liderada pelo pastor Kemuel Sotero Pinheiro.

Transformação, mudança e humanização do ensino foram palavras bastante destacadas no contexto do tema central que norteou o evento: “Instruindo para toda boa obra” (2Tm 3.17), conduzindo os participantes à reflexão das possibilidades da Escola Dominical e da responsabilidade da Igreja como agência educadora.

A instalação da 28ª Conferência de Escola Dominical da CPAD teve início na manhã de quinta-feira (17), com o credenciamento dos inscritos, e às 19h30 com o culto solene de abertura que foi dirigido pelo irmão Ronaldo Rodrigues, diretor executivo da CPAD. Os louvores estiveram a cargo do coral e orquestra da igreja local, e dos cantores Marcelo Santos, e Gleide Dammas (ambos da CPAD Music). Como parte da solenidade, a CPAD homenageou os pastores Oscar Moura, Kemuel Sotero, Álvaro Lima, João Manoel, e Ivan Bastos que receberam uma placa, como reconhecimento pelo apoio à realização da 28ª edição da Conferência de Escola Dominical, e a professora Ozielita Peclat de Oliveira, esposa do pastor Edmundo Alves de Oliveira, uma das pioneiras na área da educação cristã no Espírito Santo, falou sobre a importância da Escola Dominical. A mensagem foi ministrada pelo pastor Juvenil Pereira (SC), que, tomando como base os textos de Josué 14.26 e 23.3, destacou os seguintes aspectos na vida do líder: (1) não perde a visão de Deus, (2) persevera, (3) reivindica a promessa de Deus, e (4) vive o melhor de Deus em sua vida.

O diretor executivo da CPAD, irmão Ronaldo Rodrigues, explicou: “Esta conferência de Escola Dominical tem alguns olhares que nos alegram muito, primeiro que há muito tempo desejávamos fazer uma conferência de ED no estado do Espírito Santo, porque sempre foi um estado muito presente nos eventos diversos de nossa Casa. Segundo porque essa conferência encerra um ciclo, passamos por todas as regiões do Brasil, e ela é histórica, pois agora o próximo evento é o 9º Congresso Nacional de Escola Dominical, que vai ocorrer em outubro, no Riocentro, no Rio de Janeiro, onde estaremos celebrando os 500 anos da Reforma Protestante. Então, encerra esse ciclo dentro da proposta do Congresso de Escola Dominical que foi lançado por ocasião dos 75 anos de fundação da Casa Publicadora das Assembleias de Deus. O Espírito Santo é um estado onde a presença evangélica é muito forte, onde temos uma livraria muito bonita, então faltava a CPAD trazer a sua elite de educadores, não no sentido de orgulho, mas os melhores na área da educação cristã. Tenho certeza que esses três dias marcarão a vida e o ministério da igreja e das pessoas que participarão. Não é a CPAD, não são os professores, é a Bênção de Deus sobre o ministério do ensino da sua Palavra. Esse evento resultará em muitos frutos na vida de cada participante, igrejas serão transformadas, escolas dominicais vão tomar outros rumos, e pessoas estarão dando testemunhos do que Deus fez e estará fazendo em suas vidas”, disse.

Em média, 800 inscritos participaram ativamente das atividades da conferência que contou com educadores abalizados para cada área específica, sendo os pastores Elienai Cabral (DF), Claudionor de Andrade (RJ), Alexandre Coelho (RJ), César Moisés (RJ), Jamiel Lopes (SP), Esdras Bentho (RJ), e as professoras Helena Figueiredo (RJ), Joane Bentes (PR), Telma Bueno (RJ), Elaine Cruz (RJ), Siléia Chiquini (PR), e Anita Oyaizu (SP).

Na manhã de sexta-feira, aconteceu a entrega o prêmio “Professor de Escola Dominical do Ano da CPAD”. A contemplada foi a irmã Rosilene Silva Souza, de Campina Grande (PB), que desenvolve um projeto de Escola Dominical junto a APAE de sua cidade, além de realizar a ED na rua. Ela recebeu um cheque no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), das mãos do diretor executivo, irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, e do pastor Kemuel Sotero Pinheiro, 1º vice-presidente do Conselho da CPAD.

A 28ª Conferência de ED ofereceu excelentes oportunidades de aprendizado e reciclagem por meio de uma programação intensa abarcando 8 plenárias, 8 seminários e 8 workshops que foram realizados nas dependências da AD Aribiri, AD Monte Sião, AD Alvorada, e da sede da Convenção das Assembleias de Deus no Estado do Espírito Santo e Outros (Cadeeso), e os participantes contaram com uma logística de transporte para os locais dos eventos, na sexta e sábado.

No domingo, no templo sede da AD Aribiri, a lição da ED para jovens adultos foi ministrada pelo pastor Elienai Cabral, enfatizando como Deus trabalha pela família, com base na história de Rute que enfrentou a crise da fome, do luto e da desesperança, mas venceu as dificuldades agindo com fé, inteligência, lealdade e persistência. Na sequência, duas plenárias fecharam a conferência. A professora Telma Bueno enfatizou a educação transformadora e usou uma dinâmica que levou os participantes a perceberem, na prática, o impacto da ação do educador. E a professora Joane Bentes (Tia Jô), que tratou sobre a capacitação do professor, que envolve suas qualificações morais, espirituais, intelectuais e sociais. Com um apelo comovente, destacou a responsabilidade dos educadores e principalmente dos pais no cuidado e proteção das crianças, orando por todos, em seguida, ao som da melodia do Quarteto Gileade que também abrilhantou o evento nos dois últimos dias.

A CPAD premiou os alunos de menor idade e de melhor idade inscritos para a 28ª conferência de Escola Dominical, e foram contemplados, respectivamente, Camila Rosa da Silva, e Romildo Carvalho Quintão. A CPAD também premiou as maiores caravanas oriundas do interior do estado. A caravana da AD Anchieta, liderada pelo pastor Jorvali da Silva foi premiada com um notebook, e a da AD Marataízes, liderada pelo pastor Carlos Augusto, foi contemplada com um projetor multimídia. E da Grande Vitória, a caravana da AD Íbes, com 92 integrantes, organizada pelo pastor Manoel Coutinho Pimentel Júnior, recebeu uma cesta de livros. Outras quatro cestas foram sorteadas entre os inscritos.

Encerrando, houve a entrega dos certificados, e o pastor Alexandre Coelho, gerente de publicações, teceu agradecimentos em nome da Casa Publicadora das Assembleias de Deus.

Mais informações no jornal Mensageiro da Paz, edição 1.580 (Janeiro/2017)

Fonte: Paulo Pontes / CPADNews

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome