Vaticano afirma que Jesus foi a primeira pessoa a tuitar

0
32

Comparação com o microblog foi feita pelo presidente do Conselho pontifício para a cultura, Gianfranco Ravasi. Para ele, Cristo foi o primeiro a transmitir "mensagens breves e cheias de significado"

Jesus Twitter"Jesus foi a primeira pessoa no mundo a tuitar" com mensagens breves e cheias de significado, declarou nesta quarta-feira em Roma o cardeal Gianfranco Ravasi aos grandes patrões da mídia na Itália.

O presidente do Conselho pontifício para a cultura falava sobre os modos de comunicação da Igreja durante um encontro organizado no âmbito do "Pátio dos Gentios", espaço de diálogo criado por Bento XVI entre crentes e não crentes. "Jesus Cristo usou o tuíte antes de todo o mundo, com frases essenciais e compreendendo menos de 45 caracteres como 'amai-vos uns aos outros'", ressaltou.

O "ministro da cultura do Papa" também citou as parábolas de Jesus, que, como na "televisão, transmitia uma mensagem através de uma história, de um símbolo".

Por sua vez, os diretores dos principais jornais da península italiana explicara a sua definição de "objetividade" e da "responsabilidade" dos jornalistas.

Este encontro acontece no momento em que o La Repubblica publicou uma longa carta do Papa Francisco ao fundador do jornal de esquerda, Eugenio Scalfari, respondendo a perguntas de um jornalista ateu.

Para Marco Tarquinio (Avvenire, jornal dos bispos italianos), o Papa "revolucionou o olhar do mundo para a Igreja". Especialmente porque "se envolve pessoalmente" e insiste "no papel fundamental das mulheres", considerou Giovanni Maria Vian (Osservatore Romano).

Cardeal italiano falou sobre sermões de Jesus durante diálogo com não crentes

Segundo o jornal Il Sole 24 Ore, Ravasi fez os comentários enquanto tratava sobre a forma de comunicação da Igreja em um encontro organizado no Pátio dos Gentios, espaço de diálogo entre crentes e não crentes. "Jesus se comunicava com um tuíte. É o primeiro tuiteiro da história", acrescentou.

Os comentários de Gianfranco Ravasi foram feitos dias depois de o papa Francisco ter dito que é importante "a atenção e presença da Igreja no mundo da comunicação", como nas redes sociais, para dialogar com os homens e levá-los ao encontro com Cristo.

Durante audiência no sábado (21) aos participantes da Assembleia Plenária do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, Francisco destacou a importância da Igreja na comunicação, sem esquecer, contudo, que o importante é a mensagem e não a aquisição de sofisticadas tecnologias. "O panorama comunicativo converteu-se pouco a pouco, para muitos, em um ambiente vital, uma rede onde as pessoas se comunicam e ampliam os horizontes dos seus contatos e relações", disse o papa.

O pontífice ressaltou que a Igreja deve assumir como papel no mundo da comunicação, por meio do diálogo "com os homens e as mulheres de hoje, para compreender as suas expectativas, as suas dúvidas e esperanças". "Na atual era da globalização, estamos assistindo ao aumento da desorientação, da dificuldade para trabalhar relações profundas", disse.

Francisco disse que, por isso, é importante que a Igreja saiba dialogar, "entrando também nos ambientes criados pelas novas tecnologias, nas redes sociais, para tornar visível" a sua presença.

Fonte: EMA Gazeta

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome