20 C
Vila Velha

Trindade: Deus, Um ou Três?

A ideia central dentro da linha de entendimento da Doutrina da Trindade, são três pessoas reveladas em um único ser.

EM FOCO

Jhones Bazelatto
Teólogo, educador cristão multidisciplinar, presbítero na Assembleia de Deus, com formação em Teologia pela EBTGAB (Escola Bíblica de Teologia Gustav Albin Bérgstron).
Trindade: Deus é Um, ou Três?
No céu haverá um trono, ou três tronos? | Foto: Geralt / Pixabay

A palavra Trindade não se encontra na Bíblia, embora a ideia representada pela palavra seja ensinada em muitos trechos.

O termo “trindade” significa “tri-unidade” ou “três-em-unidade”. É usado para resumir o ensinamento bíblico de que Deus é trino, isto é, três pessoas, porém um só Deus.

Três em Um

Esclarecendo sobre esse tema, a ideia central dentro da linha de entendimento da chamada Doutrina da Trindade, são três pessoas reveladas em um único ser. E o detalhe mais abrangente das três pessoas – Pai, Filho e Espírito Santo – plenamente distintas, é a personificação em um ser: Deus!  Pai, Filho e Espírito Santo, apesar da distinção, atuam em total acordo.

Um exemplo aplicativo no âmbito da salvação é: “o Pai planejou, o Filho executou e o Espírito Santo tem aplicado”.

Jesus é a revelação maior, Ele é a manifestação do Pai. Por essa razão declarou: “Ninguém vem ao Pai, senão por mim” (Jo 14.6). “Quem me vê a mim vê o Pai” (Jo 14.9). Logo, Jesus é a revelação do Pai invisível (Jo 1.14).

Outro exemplo aplicativo é: “o Pai dá a sentença (justiça), o Filho justifica, e o Espírito Santo convence” (Jo 16.7-11).

Em Gênesis vemos a Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo – na criação.

– No princípio, criou Deus… (1.1).

– O Espírito Santo estava ativamente envolvido (Gn 1.2). Ele é o Espírito de Vida (Rm 8.2).

– Jesus é Deus! O termo “façamos” em Gn 1.26 revela a sua presença e participação naquele momento. Em Jo 1.1-4 lemos: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens”. No versículo 14 o evangelista João anuncia que o “Verbo se fez carne”. E o apóstolo Paulo complementa, em Fp 2.6,7, que Jesus, mesmo sendo Deus, tornou-se semelhante aos homens, isto é, tomou a “forma de Homem”.

São três pessoas “distintas”, porém, personificadas em um único ser.

Deus é trino, entretanto, o Pai não é o Filho, ou ao contrário; o Filho não é o Espírito Santo, ou ao contrário; o Pai não é o Espirito Santo, ou ao contrário. São pessoas distintas! Cada pessoa é plenamente Deus.

Em resumo:

1) Deus é trino: Pai, Filho e Espírito Santo;
2) Cada pessoa da Santa Trindade é plenamente Deus; e assim,
3) Há só um Deus.

No céu haverá um trono, ou três tronos?

O comentário mais popular questiona se no céu haverá três tronos. De forma alguma!

Em Jesus vemos a manifestação da Trindade. Diante dEle se dobrará todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra; e toda a língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor (Fp 2:10,11). O nome de Jesus está acima de todo o nome (Jo 14.13; Is 6.1-5; Fp 2.9; Ap 19.5-7,16).

O texto de 1 Pe 3.22 descreve que após a ascensão ao céu Jesus ele está assentado a direita de Deus. É expressão figurada de intercessão, ou aquele que fala em nome do Pai ou o que representa.

Uma analogia interessante é que o governo de Deus é comparado a uma “monarquia”. Exemplos:

1) Todo reino existe um rei e um “trono” – (monarca) – Deus;
2) Todo reino tem sua militância – (anjos);
3) Todo reino tem leis e normas – (Bíblia);
4) todo reino tem povo – (Igreja).

– “Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono (Ap 3.21).

– “E logo fui arrebatado no Espírito, e eis que UM trono estava posto no céu, e UM assentado sobre o trono (Ap 4.2).

Comentário com base em uma análise histórica e científica:

O termo “trindade” é a linha teológica que defende a personificação de três pessoas em único ser, passou a ser usado pela primeira vez por “Tertuliano” que foi um dos “pais da igreja” no século 3 d.C.

Considerando o termo “trindade” (trinitarianismo), existem teses e correntes opostas chamadas de “antitrinitarianismo” que contraria o conceito da Trindade Santa. A chamada “binitarianismo” que defende a personificação apenas em duas pessoas, o Pai e o Filho. E também a corrente chamada “unitarismo” que defende a personificação de uma única pessoa.

Conclusão

Das diferentes linhas teológicas, a mais bíblica é a corrente “trinitarianismo” em que as três pessoas da Santa Trindade se manifestam personificados em um único ser: Deus Pai, Filho e Espírito Santo!

“Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade. Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num” (1 Jo 5.6-8).

Leia também:
A Doutrina da Trindade
A palavra ‘Trindade’ não aparece na Bíblia


DEIXE UM COMENTÁRIO 
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
- Publicidade -

LEIA TAMBÉM

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
www.AutoPECAS-online.Pt

LEIA TAMBÉM