Três dias sem Jesus

O que fazer ao perceber que se perdeu de Jesus?

Por Lucas Ferreira

Imagine um dia da sua vida, os seus trabalhos, seus compromissos…

Imagine agora um dia da sua vida com Jesus… você acorda e ele está com você, onde você for ele vai, e o que é seu é dele. Seu trabalho, seu estudo, etc. Seus amigos são amigos, seus inimigos são os inimigos dele…

Tudo muda em sua vida, durante as 24 horas que Jesus está com você. Seria incrível, não? Como seriam suas atitudes? Você faria o que tinha planejado para fazer ou não? Pois eu tenho uma boa notícia para você: Ele está no seu coração!

“Tudo muda em sua vida, durante as 24 horas que Jesus está com você”.

A partir do momento que você entrega sua vida a Ele, ele faz morada em seu coração. As pessoas só percebem isso quando é tarde demais, que foi o que aconteceu com Maria e José, quando se perderam de Jesus por três dias, leia a narrativa de Lucas 2:41-51:

– 41: Todos os anos seus pais iam a Jerusalém para a festa da Páscoa.
– 42: Quando ele completou doze anos de idade, eles subiram à festa, conforme o costume.
– 43: Terminada a festa, voltando seus pais para casa, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que eles percebessem.
– 44: Pensando que ele estava entre os companheiros de viagem, caminharam o dia todo. Então começaram a procurá-lo entre os seus parentes e conhecidos.
– 45: Não o encontrando, voltaram a Jerusalém para procurá-lo.
– 46: Depois de três dias o encontraram no templo, sentado entre os mestres, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas.
– 47: Todos os que o ouviam ficavam maravilhados com o seu entendimento e com as suas respostas.
– 48: Quando seus pais o viram, ficaram perplexos. Sua mãe lhe disse: “Filho, por que você nos fez isto? Seu pai e eu estávamos aflitos, à sua procura”.
– 49: Ele perguntou: “Por que vocês estavam me procurando? Não sabiam que eu devia estar na casa de meu Pai?”
– 50: Mas eles não compreenderam o que lhes dizia.
– 51: Então foi com eles para Nazaré, e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, guardava todas essas coisas em seu coração.

Os olhos são inúteis quando a mente é cega

Analise o versículo 43:

“Terminada a festa, voltando seus pais para casa, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que eles percebessem”.

“As pessoas ficam tão acostumadas em frequentar igreja, em ir a cultos, células e afins que se colocam no automático”.

Todos que se perdem de Jesus, deixam ele para trás. José e Maria estavam tão acostumados com Jesus que ao terminar a festa da páscoa, eles simplesmente foram embora à frente dele, nem perceberam nada, pensando que ele vinha caminhando devagar atrás. E como isso é atual nos dias de hoje! As pessoas ficam tão acostumadas em frequentar igreja, em ir a cultos, células e afins que se colocam no “automático”. Simplesmente fazem as coisas sem consultar a Deus, sem orar, sem pedir sabedoria e orientação a Ele e acabam se perdendo. Jesus, um pré-adolescente, não estava sendo rebelde ao deixar seus pais porque eles nem o chamaram para ir embora, muito menos ir à frente. A narrativa começa afirmando que todos os anos eles iam à festa, era rotina.  Não caia na rotina, deixe Cristo ir à frente de seus negócios, de suas necessidades, de suas fraquezas, pois assim você não o perderá de vista. Não é Deus que se afasta de nós, nós que nos afastamos de Deus e o esquecemos.

Como se perder de Jesus?

Versículos 44 e 45:

“Pensando que ele estava entre os companheiros de viagem, caminharam o dia todo. Então começaram a procurá-lo entre os seus parentes e conhecidos”.

“Não o encontrando, voltaram a Jerusalém para procurá-lo”

José e Maria estavam lá tranquilos caminhando e jogando conversa fora, quando perceberam que faltava alguma coisa. Olharam para um lado e para o outro e eu posso imaginar os dois gritando juntos em voz alta: “Jesus!” Imagine o pânico dos dois, perguntavam aflitos para as pessoas ao redor: “Você viu Jesus?!”

Quando as pessoas se dão conta de que perderam Jesus de vista, não é porque alguém vai avisá-las, mas é porque já experimentaram tudo aquilo que o mundo tinha para oferecer e mesmo assim sentem falta de algo: Deus.  A primeira reação é normal, vão procurar algo para substituí-lo mesmo assim e não o encontrando, procuram em todos os outros lugares menos onde elas sabem que Ele está; no templo.

No fundo José e Maria sabiam que Jesus tinha ficado no templo – onde sempre gostou de estar – mas preferiram ir buscá-lo entre seus parentes e conhecidos, sim, porque era mais fácil e poupariam o caminho de volta à Jerusalém – “Nós caminhamos o dia todo!” – pensavam eles. Estreito, e difícil é o caminho que leva à salvação.

O que fazer ao se perder de Jesus?

Passaram três longos dias procurando Jesus em cada esquina de Jerusalém, em cada beco, milhares de coisas passando pelas suas cabeças, a tristeza tomava conta dos dois que provavelmente já se perguntavam o que tinham feito de errado para merecer isto. Não sabiam, porém, que o menino Jesus estava tranquilo no lugar onde sempre esteve antes de seus pais o deixarem, debatendo acerca da lei com os mestres.

“Ao perceber que se perdeu de Jesus, não perca tempo e volte ao templo, pois Jesus te espera de braços abertos”.

Observe os versículos 46, 49 e 51:

“Depois de três dias o encontraram no templo, sentado entre os mestres, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas”.

“Ele perguntou: ‘Por que vocês estavam me procurando? Não sabiam que eu devia estar na casa de meu Pai? ’”.

“Então foi com eles para Nazaré, e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, guardava todas essas coisas em seu coração”,

Espantosa foi a reação dos dois quando viram o menino ali sentado, em um estado de saúde perfeito e sem demonstrar qualquer tristeza. Quando indagado o porquê de não ter ido com eles, Jesus respondeu-lhes: “Por que me procuravam? Não sabiam que eu estava na casa do meu Pai?”

Já estás há três dias sem Jesus? Não tem jeito, se você quer encontrá-lo novamente, tem de fazer o caminho de volta, não adianta procurar em outros lugares ou em outras coisas, pois Ele não estará lá. Ao perceber que se perdeu de Jesus, não perca tempo e volte ao templo, pois Jesus te espera de braços abertos.

Lucas Ferreira
Evangélico, membro da Assembleia de Deus, Ministério do Belém, em Campinas-SP.
Estudante de Ciência da Computação, membro da Sociedade Brasileira de Computação, apaixonado por leitura e escrita.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui