Quirguistão quebra acordo de liberdade religiosa

0
24

Segundo o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, baseado na Revisão Periódica Universal (UPR) do Quirguistão, o país não aplicou integralmente os seus compromissos para implementar a liberdade de religião ou crença para todos.

Quirguistão quebra acordo de liberdade religiosa

Apesar das promessas oficiais, o Estado continua a limitar essa liberdade fundamental e outros direitos humanos tanto na lei como na prática.

São contínuas as violações da liberdade de religião ou crença e os direitos humanos relacionados que incluem: a proibição de exercer a liberdade de religião ou crença com outras pessoas sem permissão do Estado; obstáculos como elevado número de fundadores necessários e algumas represálias aparentes contra as comunidades que desejam ganhar inscrição estadual; aumento do controle estatal da comunidade muçulmana; invasões em algumas comunidades religiosas.

Funcionários do governo parecem dispostos a implementar as obrigações legais nacionais e internacionais, com as propostas do governo para a Lei de Religião e mudanças no Código Administrativo contradizendo uma recomendação do Conselho de Direitos Humanos da ONU para “remover todas as restrições incompatíveis com o artigo 18 do Pacto [de Direitos Civis e Políticos]”.

“Nosso país tem tantos problemas urgentes – a pobreza, a falta de medicamentos, AIDS, crime, corrupção. Por que os funcionários não trabalham para resolver estes em vez de tornar a vida mais difícil para os cristãos?”, relatou um cristão local.

“A lei atual precisa ser mudada em relação ao registro e sepultamento de não-muçulmanos”, disse um líder cristão, que quis manter o anonimato por medo de represálias do Estado, “as leis em sua maioria não funcionam no nosso país”, completou.

Cerca de 700 igrejas em todo o país foram identificadas como “ilegais”, porque não são registradas. “As autoridades estão usando essas inspeções para tentar trazer assuntos religiosos sob maior controle”, disse um membro da Igreja Ortodoxa Russa ao Forum 18.

O governo tentou, mas não conseguiu mudar a lei em outras ocasiões. Com exceção de mudanças de censura, o governo tem um histórico de preparar as alterações legais que restrinjam ainda mais a liberdade de religião ou crença.

Ore pelo Quirguistão

O Quirguistão é geograficamente o quarto maior dos cinco países da Ásia Central, e tem a quarta maior população com mais de cinco milhões e meio de pessoas. Quase 70 por cento da população é de origem muçulmana, o segundo maior grupo é o mais de 10 por cento que são uzbeques étnicos (muitas vezes vistos como os muçulmanos mais devotos). O restante da população é composto por eslavos étnicos (principalmente russos e ucranianos, considerados como sendo de Ortodoxa Russa ou outro fundo cristão) e outras etnias, como Dungans e uigures.

Grupos de direitos humanos estão preocupados com a situação dos cristãos locais, principalmente os evangélicos, que são o principal alvo das ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central.

Pedido de oração:

Ore pela Igreja no Quirguistão para que seja fortalecida pelo Senhor e permaneça firme diante das adversidades que tem enfrentado.

Fonte: Portas Abertas

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome