Projeto Mars One: Passagem só de ida para Marte!

0
122

Projeto que vai mandar pessoas para o Planeta Vermelho ainda busca recursos. Brasileira está na segunda etapa do processo de seleção.

Mars One: Passagem garantida para MartePERSPECTIVA de como será o acampamento humano em Marte, com módulos de habitação e de suprimentos.
Foto: Agência Espacial Europeia (ESA) – (Clique na imagem para ampliar)

Faltavam poucas horas para o fim de 2013 quando a engenheira Priscila Justus Hamad, 28, de Joinville (SC), soube que estava entre os aprovados de um processo seletivo incomum: a escolha de voluntários para uma viagem só de ida para Marte.

Ela foi uma das cerca de 200 mil pessoas que se inscreveram no Mars One, um “programa de colonização” do Planeta Vermelho.

Os inscritos pagaram uma taxa que variava de país para país – no Brasil, o valor foi de cerca de R$ 30 (US$ 13). A fundação privada Mars One quer estabelecer o primeiro acampamento de humanos em Marte em 2025.

A ideia é de dois holandeses – um engenheiro e um físico que passou pela Agência Espacial Europeia (ESA).

Para conseguir o dinheiro de que precisam – cerca de US$ 6 bilhões (R$ 13,9 bilhões) –, a dupla está fazendo um financiamento coletivo on-line. Eles já conseguiram cerca de US$ 500 mil (R$ 1,16 milhão). Também planejam um reality show no planeta.

Os candidatos tiveram de enviar vídeos para uma espécie de rede social, dizendo por que queriam protagonizar a empreitada. “Disse que acredito que a humanidade pode evoluir para algo melhor”, diz Priscila Justus Hamad.

Ela está entre os 1.058 aprovados para a segunda etapa – são quatro fases no total. O namorado dela ficou para trás. Sobre isso, Priscila não desanima.

“Cabe àquele que não passar para a segunda etapa arranjar um jeito de ir depois”, brinca.

Ao todo, serão escolhidas 24 pessoas em todo o mundo que embarcarão em 2024 e chegarão lá no ano seguinte.

“Marte é o único planeta que podemos ousar habitar com o conhecimento científico que temos hoje”, diz Thais Russomano, coordenadora do Centro de Pesquisa em Microgravidade da PUC-RS e única brasileira entre 26 consultores do projeto. “Mas há desafios”, diz.

Entre eles estão os altos níveis de radiação que os astronautas receberão na viagem de 210 dias até o planeta. Também há perda de massa óssea e atrofia muscular.

Adeus, Terra. Astronautas viverão em acampamento autossustentável

Mars One: Passagem garantida para Marte(clique na imagem para ampliar)

Colonos não terão contato com quem ficar na Terra

O principal desafio da empreitada é psicológico. Os colonos nunca mais terão contato direto com quem ficou na Terra.

Além disso, experiências de confinamento podem resultar em abalos graves. O diagnóstico é da Agência Espacial Europeia (ESA), que simulou uma missão de 520 dias em 2010 e 2011 com seis tripulantes.

Eles tiveram depressão, letargia e insônia.

O Mars One não é o único projeto de excursões espaciais privadas em Marte. Fundada pelo multimilionário Dennis Tito, a Inspiration Mars pretende levar um casal para orbitar o planeta em 2018. Tito foi o primeiro a pagar por um assento para ir à Estação Espacial Internacional, em 2001.

Mars One: Passagem garantida para Marte(clique na imagem para ampliar)

Fonte: A Tribuna | Imagens: Agência Espacial Europeia (ESA)

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome