Presidente da Guatemala declara Jesus Cristo Senhor do país

2
53

Otto Perez Molina - Presidente da GuatemalaO presidente da Guatemala, Otto Pérez Molina, declarou Jesus Cristo como o Senhor do país na semana passada, durante o primeiro café da manhã de oração nacional.

O evento foi realizado em um hotel da capital da Guatemala, e reuniu líderes do governo, representantes políticos, econômicos, religiosos e indígenas, inclusive representantes do Congresso dos EUA, com o propósito de orar pela paz do país e temer a Deus como o Senhor do universo.

O presidente destacou em seu discurso a citação bíblica aos Filipenses capítulo 4 e versículo 13: "Eu posso fazer tudo através de Cristo que me fortalece", expressando aos participantes que os grandes desafios que a Guatemala tem podem ser enfrentados e superados.

"Eu me sinto muito abençoado por estar na presidência, é uma bênção que Deus me deu, hoje Jesus Cristo é nomeado como Senhor da Guatemala e declaramos em nome de cada uma de nossas gerações, são gerações que possam viver em um país próspero", disse Pérez Molina.

Acrescentou que sua angústia e desafio como líder da nação é sempre servir aos guatemaltecos, para baixar os níveis de violência, desnutrição, entre outras coisas, também disse que espera que esta atividade se torne uma tradição para que o povo da Guatemala possa se unir através da oração.

Durante a reunião, os líderes também foram incentivados a implementar os princípios e valores dentro de suas empresas, universidades e bairros. Além disso, Manuel Espina, presidente da Prospera Guatemala, uma organização que treina líderes empresariais nacionais sobre a forma de promover a mudança de desenvolvimento dentro de sua comunidade, pediu aos líderes para abraçar a oração como o único método pelo qual o país pode ter sucesso. 

"Como uma sociedade civil, a Guatemala tem muitos problemas, porém, mais do que problemas, temos oportunidades. Trata-se de uma oportunidade para os líderes para assumirem os papeis concedidos a eles para tornarem este país diferente. Nossa oração é para todos e cada um de nós tomar uma posição e começar a fazer a diferença onde quer que estejam", disse Espina, conforme informou a Emisora ​​Unida, uma rádio online da Guatemala.

Além de líderes da Guatemala, congressistas dos EUA Robert Aderholt e Randy Hultgren estiveram no encontro. Aderholt (R-Ala.) dirigiu-se aos participantes e elogiou-os para o início da tradição de um breakfast de oração nacional, evento que os EUA tem realizado desde 1953. Molina expressou suas esperanças para continuar a tradição como uma forma de guatemaltecos para se juntar em oração por questões preocupantes de sua nação, embora admitindo que os problemas sociais e políticos de seu país lhe causam grande preocupação.

Molina também falou sobre sua confiança em Deus como sua força e observou que a violência é um dos problemas crescentes da Guatemala, como os crimes continuam a aumentar devido à extrema pobreza, um legado de violência da sociedade, e uma fraca aplicação da lei e do sistema judicial.

"Na parte da manhã, é difícil assistir as notícias de quantos guatemaltecos morreram no dia anterior por causa da violência", disse Molina. "Nesses momentos, o que me dá força é saber que eu posso fazer tudo através de Cristo que me fortalece."

O deputado guatemalteco Manuel Barquín, que participou do café da manhã, disse que vai começar a iniciativas para declarar 22 de agosto como o dia oficial de oração pela paz.

Seara News com informações de AcontecerCristiano e The Christian Post

2 COMENTÁRIOS

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome