Presidente da Convenção Batista de Angola morre em São Paulo

0
41
Presidente da Convenção Batista de Angola morre em São Paulo
Pr. Mateus Justino Chaves, presidente da Convenção Batista de Angola (CBA)

A Junta de Missões Mundiais lamenta o falecimento do presidente da Convenção Baptista de Angola (CBA), Pr. Mateus Justino Chaves, ocorrida nessa terça-feira (4). Pr. Chaves estava há cerca de um ano e meio no Brasil para tratamento de um melanoma. Ele morava em São Paulo com a esposa, Laurinda. Segundo familiares, seu quadro clínico havia piorado nos últimos dias. Ontem ele estava em casa quando se sentiu mal e foi levado ao hospital.

Aos 60 anos de idade, Mateus Chaves cumpria seu segundo mandato na liderança da Convenção Batista de Angola, fundada a 25 de Junho de 1940, na cidade do Huambo, e presente em todo o território angolano.

Mateus Justino Chaves, mestre em Teologia e com duas licenciaturas (em ensino da Psicologia e Teologia), era docente do Seminário Teológico Batista, onde já foi reitor.

Ele foi um grande companheiro de trabalho de nossa missionária Analzira Nascimento. Os dois atuaram juntos no período de 1988 a 2002 em Huambo.

Como pastor, liderou várias igrejas na província do Huambo, desde que foi ordenado ao sacerdócio na década de 1980. Antes da sua morte era líder da Terceira Igreja Batista local.

É autor dos livros “O Papel Reconciliador da Igreja no Pós-Guerra Civil”, publicado em 2009, no qual aborda a importância das igrejas no processo de reconciliação entre os homens no pós-guerra, assim como o papel das mesmas no movimento de libertação nacional, e “Poligamia – Uma Abordagem Bíblica”, apresentado em agosto deste ano, com objetivo de fortalecer os casais e desencorajar a poligamia na sociedade.

“O pastor Mateus Chaves foi um servo bom e fiel. Um grande evangelista e parceiro de Missões Mundiais”, lembra Analzira Nascimento.

“Solidarizamos-nos com os familiares e amigos do Pr. Mateus Chaves e toda a grande família da CBA nesta hora de tristeza. Pr. Chaves foi um líder sábio e que contribuiu muito com a estabilidade doutrinária e o crescimento dos crentes batistas em Angola. Ele é um exemplo para os líderes da nova geração e sua influência não será esquecida. Nosso Deus foi glorificado através da vida deste nosso irmão. Que Ele abençoe a todos que ficamos”, disse o coordenador da JMM para a África, Pr. Hans Udo Fuchs, em mensagem à Convenção Batista de Angola.

Informações da JMM

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome