O pregador homilético

0
37

"Quem exagera no uso da homilética e não percebe o quanto robótico e sem unção acaba ficando".

o pregador homiléticoPor Robson Aguiar

Um pregador homilético é aquele que não gesticula com as mãos acima dos ombros quando fala, não faz gestos grotescos, não grita no microfone(nem o tira do pedestal), não anda de uma lado para o outro, não corre no púlpito, não pula enquanto prega, não faz o público rir (e nem chorar), não conta estória (e nem história), ele fica parado, fala baixinho, lê o texto já pronto, escrito no silêncio da mais profunda exegese e hermenêutica, pára no meio da leitura bíblica para olhar para os ouvintes, seu gesto é discreto, um pequeno deslizar de cabeça para o lado, com um franzido de testa, acompanhado de um pequeno piscar de olho, ele se veste impecável, seu sapato brilha como o coturno militar, com os ombros engessados de tão imóvel, sempre usando um anel de ouro de pedra ametista roxa, e também um botom de palitó dourado com a inscrição "ministro do evangelho" resumindo, William Bonner.

Claro que o texto acima é uma análise bem humorada, daqueles que exageram no uso da homilética e não percebem o quanto robóticos e sem unção acabam ficando. Tem muita coisa boa para ser utilizada na homilética, mas, não podemos seguir radicalmente suas regras, ou correremos o risco de nos parecermos com o Roberto Justus pregando. Nós, que somos pentecostais temos características diferentes dos nossos irmãos reformados e tradicionais. Portanto, vamos procurar um meio termo que se aproxime mais do nosso estilo.

Robson Aguiar, pr.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome