Prefeitura de Vitória (ES) investe R$ 29 milhões em drenagem e contenção de áreas de riscos
A Prefeitura Municipal de Vitória realiza obras e monitoramento das áreas de risco na Cidade | Foto: Carlos Antolini

Atualmente quatro grandes estações de bombeamento, que operam para retirar das galerias as águas das chuvas.

Vitória (ES) – Desde 2013, primeiro ano da administração do prefeito Luciano Rezende, a gestão já realizou 60 obras em áreas de risco, com investimento de R$ 29 milhões. As obras de contenção foram realizadas em 33 bairros: Moscoso; Fonte Grande; Alagoano; Mário Cypreste; Ariovaldo Favalessa; Gurigica; Consolação; Bento Ferreira; Ilha de Santa Maria; Jaburu; Jesus de Nazareth; Fradinhos; Bairro de Lourdes; Jucutuquara; Joana D’Arc; Santa Martha; São Benedito; Bonfim; Conquista; Comdusa; Santa Tereza; Mangue Seco; Forte São João; Centro; Quadro; Resistência; Romão; Tabuazeiro; Penha; São Cristóvão; Santa Cecília: Mata da Praia e São Benedito.

Em 2015 a Prefeitura de Vitória atualizou o Plano Municipal de Redução de Risco (PMRR) e o Plano Diretor de Drenagem Urbana do Município de Vitória (PDDU), uma exigência do Ministério da Cidades para liberar recursos para projetos e obras de contenção de encostas e de macrodrenagem para a Prefeitura.

“Esses planos apontam ações estruturais e não estruturais que são hierarquizadas para execução – nas áreas de drenagem e contenção de encostas – de acordo com os recursos a serem investidos pelo município a curto, médio e longo prazos”, aponta o prefeito Luciano Rezende.

Atualmente quatro grandes estações de bombeamento, que operam para retirar das galerias as águas das chuvas, são elas:

1 – Estação de bombeamento Doutor Antônio Ferreira da Silva Pinto

Está localizada na rua Cândido Portinari, no bairro Santa Luiza. Com capacidade de bombear 33.000 litros por segundo, atende 17 bairros da Grande Maruípe e a galeria da avenida Leitão da Silva.

2 – Estação de Bombeamento Praia do Canto

Atende a bacia de drenagem do mesmo nome, tendo como limites as avenidas Nossa Senhora da Penha, Saturnino de Brito e Américo Buaiz. É uma das mais antigas estações de bombeamento da cidade. São três bombas com capacidade para 250 litros por segundo cada.

3 e 4 – Estações de Bombeamento de Bento Ferreira e Santa Lúcia

Retiram 12.200 litros por segundo de água das chuvas. São cinco bombas de 1.000 litros por segundo e quatro bombas de 1.800 litros por segundo, com operação manual 24 horas. Atendem os bairros Bento Ferreira, Ilha de Santa Maria, Ilha de Monte Belo, Praia do Suá, Santa Lúcia, Consolação, Nazareth e Bairro de Lourdes.

Prefeitura de Vitória (ES) investe R$ 29 milhões em drenagem e contenção de áreas de riscos
Atualmente são quatro estações para retirar das galerias as águas da chuva | Foto: Carlos Antolini

Ampliação

A Prefeitura de Vitória também está ampliando a rede de drenagem na rua Moacyr Strauch, na Praia do Canto. A rede, que contava com 60 centímetros de diâmetro, está sendo substituída por uma galeria com 1,50 metro de largura por 1 metro de altura. A previsão de conclusão é até o dia 31 de janeiro. Os recursos são provenientes do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), da Caixa Econômica Federal.

Com o objetivo de evitar deslizamentos de terra em áreas de risco geológico, a PMV tem investido no monitoramento e em obras de contenção de encostas por meio da Defesa Civil municipal. Uma das regiões monitoradas, o bairro Jaburu, irá receber obras já neste primeiro trimestre. Para essa obra serão aproximadamente R$ 2,6 milhões de investimentos, com recursos oriundos do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), da Caixa Econômica Federal.

Ao todo, já foram disponibilizadas 1.045 unidades habitacionais, desde 2013, para famílias que moravam em áreas de risco geológico e foram atendidas pela política habitacional de Vitória, passando a morar em residências seguras e dignas. No total, são três as linhas de prevenção habitacional em Vitória: aluguel social, aquisição de casas construídas por terceiros por meio de carta de crédito no valor de até R$ 60 mil e construção de residenciais.

“Em 2019, mais 24 famílias de Vitória conquistaram uma casa segura e agora moram com dignidade. Ao todo, por meio do projeto Bônus Moradia, compramos 325 moradias de qualidade construídas por particulares e entregamos a famílias que antes viviam precariamente”, destaca Luciano Rezende.

Em Pauta / PMV

DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
.
Seara News 25 anos

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui