Paulo Hartung, do PMDB, é eleito governador do Espírito Santo

1
55

Ex-governador teve 53,44% dos votos e venceu Renato Casagrande, do PSB que teve 39,34% dos votos.

Paulo Hartung, do PMDB, é eleito governador do Espírito Santo
Paulo Hartung (PMDB) governador eleito do Espírito Santo

Paulo Hartung, do PMDB, foi eleito neste domingo (5) governador do Espírito Santo para os próximos quatro anos. Com 100% das urnas apuradas, o peemedebista teve 1.020.440 votos, o que corresponde a 53,44% dos votos válidos, contra 751.293 votos de Renato Casagrande (PSB) – 39,34% (confira a apuração completa na cidade). Paulo Hartung foi o primeiro governador eleito no Brasil, às 18h38.

Após a vitória, Hartung falou sobre a troca de farpas com o principal concorrente, Renato Casagrande, que disputava a reeleição, durante a campanha eleitoral. Em entrevista coletiva concedida à imprensa, ele falou que se arrepende de ter apoiado a candidatura de Casagrande ao Governo do Estado em 2010, e que voltou ao poder para corrigir um erro do passado. “Estou corrigindo o erro de 2010. O estado perdeu o rumo que tínhamos deixado. Tentaram desconstruir uma obra que foi feita em conjunto com a sociedade. A desorganização não é pequena, vamos colocar novamente o estado no rumo certo”, disse.

Prioridades

Perguntado sobre as áreas que vão receber prioridade em sua gestão, Hartung respondeu citando a educação, a saúde e a segurança pública. “A prioridade numero um está na educação, dar um choque de realidade na saúde e evoluir na segurança pública. Evidentemente, outras áreas também se tornaram prioridade, como mobilidade urbana. De passo em passo você dá uma grande caminhada, e é isso que acontece na mobilidade urbana, queremos que o pedestre tenha um local seguro para andar, que o ciclista tenha ciclovias e ciclofaixas. Quero fazer uma transição de governo tranquila, já preparando para os primeiros passos dentro do governo”, disse.

Histórico

Nascido em Guaçuí, na região Sul do Espírito Santo, no dia 21 de abril de 1957, Paulo Hartung (PMDB) foi governador do Espírito Santo entre 2003 e 2010. Após deixar o governo passou a atuar como economista e palestrante. Hartung se colocou à disposição para disputar o Palácio Anchieta novamente por meio de uma carta entregue à direção do PMDB estadual.

Ao entrar na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Hartung iniciou a vida política no movimento estudantil e foi o primeiro presidente eleito do Diretório Central dos Estudantes (DCE). Em 1978, aos 21 anos, formou-se bacharel em Economia. O economista disputou seu primeiro pleito em 1982, quando foi eleito deputado estadual. No ano de 1986 tentou a reeleição e durante o mandato participou da elaboração da Constituição estadual. Em 1990, foi eleito deputado federal.

Hartung voltou ao estado para disputar as eleições pela Prefeitura de Vitória. Eleito em 1993, foi prefeito até 1997 e, em seguida, assumiu a Diretoria Social do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). Em 1998, tornou-se senador.

No ano de 2002 foi eleito governador do Espírito Santo, onde tentou a reeleição quatro anos depois. Em 2006 teve a maior votação percentual do país para o cargo de governador. Após deixar o Palácio Anchieta, Hartung passou a atuar como economista, consultor e palestrante, além de fazer parte do conselho administrativo da Veracel e da Holding da EDP.

Campanha

A campanha de Paulo Hartung foi marcada pelos embates e trocas de farpas com o atual governador do estado e candidato à reeleição Renato Casagrande (PSB). Antes mesmo de ser lançado oficialmente candidato, Hartung fez críticas indiretas à atual gestão. “O Espírito Santo caminha hoje num ritmo mais lento do que poderia fazer-lo! Sabemos do que precisamos, somos conscientes do que queremos, temos potencial, mas estamos aquém de nossa capacidade de realizar. As terras capixabas podem mais”, disse no documento entregue ao PMDB em 12 de abril colocando-se à disposição para candidatura. Os embates voltaram a se repetir.

Uma polêmica envolvendo as viagens realizadas por sua esposa enquanto era primeira-dama rendeu discussões em sabatinas e debates durante o período eleitoral. De acordo com as denúncias mais de 80 viagens foram realizadas. Em uma entrevista para o ESTV, no dia 16 de agosto, ele explicou as acusações. “Algumas viagens foram para me acompanhar. Minha esposa também viajou sozinha para tratar sobre o projeto Cais das Artes. Ela é uma psicanalista, mas se dispôs a me ajudar no governo e sou muito grato por isso”, esclareceu à época.

A omissão de uma casa de luxo na declaração de bens entregue ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) também precisou ser explicada pelo candidato. O terreno tem 2.112,07 metros quadrados, no distrito de Aracê, município de Domingos Martins, região Serrana do estado.  O advogado de Hartung, Rodrigo Lisboa Correa, explicou que entregou à Justiça Eleitoral a declaração de Imposto de Renda do candidato entregue à Receita Federal. Segundo ele, o terreno está informado apenas na declaração da esposa do peemedebista. Já o especialista em direito eleitoral Marcellus Ferreira Pinto explicou que a lei eleitoral não afasta a obrigatoriedade da declaração.

Propostas

Hartung destacou durante a campanha que vai fazer o estado voltar a crescer e gerar recursos para aplicá-los em políticas púbicas para os capixabas. Ele prometeu tratar a educação básica como prioridade, melhorando a remuneração dos profissionais da área e envolvendo as famílias na educação dos filhos. Além de estruturar um regime de colaboração com os municípios, visando a ampliação do atendimento na educação infantil e a melhoria da aprendizagem na alfabetização e no ensino infantil.

O candidato prometeu promover a economia criativa sustentável por meio da capacitação e assistência ao trabalhador da cultura, com incentivos ao consumo e a exportação de bens, serviços e conteúdos culturais.

Na área da segurança pública, afirmou que vai focar na prevenção e combate ao crime e modernizar os mecanismos de comunicação, capacitação e integração das polícias. Também são propostas do candidato o fortalecimento do Bolsa Atleta; na saúde, oferecer infraestrutura para atendimento básico nos municípios, ampliar parceria com hospitais filantrópicos e expandir a rede hospitalar; e na habitação, reduzir o déficit habitacional, dando às famílias com renda mensal de até três salários mínimos, subsídio de até 100% do valor.

Confira o resultado da votação (100% dos votos apurados)

Paulo Hartung (PMDB) 53,44% (1.020.440 votos)

Casagrande (PSB) 39,34% (751.293 votos)

Roberto Carlos (PT) 6,01% (114.691 votos)

Camila Valadão (PSOL) 1,10% (21.044 votos)

Mauro Ribeiro (PCB) 0,11% (2.126 votos)

Fonte: G1

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome