Pastor Levy Conde, ‘termina os dias do seu ministério e volta para casa’
Pastor Levy Conde exerceu o ministério pastoral por 43 anos (Foto: Reprodução)

O pastor Carlos Levy Mendes Conde faleceu na madrugada desta sexta-feira (29), em Vitória (ES), no hospital onde estava internado para tratamento.

Por Paulo Pontes

Levy Conde, como era conhecido, completaria 72 anos no próximo dia 3 de maio, mas faleceu na madrugada desta sexta-feira (29), em Vitória (ES), no hospital onde estava internado para tratamento.

Pastor assembleiano, liderou as Igrejas de Silves (AM); Rio Branco, Plácido de Castro, e Cruzeiro do Sul (AC); Cruzeiro e Mogi Mirim (SP); Eldourado no município de Serra (ES); Pedra Azul (MG); Jabour, em Vitória (ES); e por último, novamente liderava o Ministério Vida Plena e suas respectivas congregações em Rio Branco (AC).

Convertido ao Evangelho em 8 de setembro de 1958, depois de dois dias teve sua experiência pentecostal do batismo com o Espírito Santo. Foi batizado por imersão pelo pastor José Pinto de Menezes, em 31 de dezembro de 1960, na Assembleia de Deus em Belém (PA).

Foi separado para Evangelista em 26 de setembro de 1976 com a imposição das mãos do saudoso pastor Alcebíades Pereira de Vasconcelos, na Assembleia de Deus em, Manaus (AM). E, em 16 de agosto de 1978, recebeu a ordenação ao pastorado em Rio Branco, Acre.  “Foi um momento inesquecível, único”, comentou na ocasião o pastor Levy Conde, que por 43 anos exerceu o ministério pastoral, e apesar das provações, considerava tão excelentes as vitórias que dizia: “Não há oportunidade de se falar em lutas”.

Formou-se em Teologia, e além de outros cursos bíblicos, também estudou na Universidade Federal do Acre – UFAC.

Decorrente do ministério, o pastor Levy Conde ocupou relevantes cargos no contexto da denominação:

– Durante 8 anos presidiu a Convenção de Obreiros no estado do Acre, onde foi imortalizado como Presidente de Honra;
– foi o primeiro pastor da Região Norte a ocupar o cargo de 1º secretário do Conselho Administrativo da CPAD;
– o primeiro Presidente do Conselho Regional Norte;
– 5ª Vice Presidente da CGADB;
– Membro do Conselho de Doutrina da CGADB (por duas vezes);
– Membro da Comissão de Temário da CGADB;
– Conselheiro da FAETAD durante cinco anos;
– Pastor Auxiliar da Assembleia de Deus do Belenzinho/SP;
– Secretário Adjunto da CADEESO; e,
– outros, que ele mesmo avaliava como “honrosas e imerecidas ocupações exercidas pela graça e misericórdia de Deus”.

Seu primeiro campo de trabalho foi a cidade de Silves no interior do Amazonas. Uma cidade pequena, mas nunca esquecida, “Foi onde Deus nos deu um tratamento todo especial ensinando-nos como deveríamos nos comportar na sua obra”, recordava o pastor Levy, sempre que falava para novos obreiros.

Casado com a irmã Milca Muniz Conde em 1 de março de 1969, o pastor Levy deixa a esposa, e os filhos: Oziel, que também é pastor; Alice, que é missionária e cantora evangélica; e, Mônica, uma adoradora.

O velório acontece a partir das 13h desta sexta-feira, no templo da Assembleia de Deus Reviver, liderada pelo pastor Enock Bispo Carneiro, localizada na Av. Paulino Muller, 289, na Ilha de Sta. Maria, em Vitoria (ES). O culto pela vida do pastor está previsto para às 8h da manhã de sábado, e o sepultamento às 9h no cemitério de Maruípe, na capital.

O pastor Levy escreveu e publicou alguns de seus artigos aqui no portal Seara News, que ficarão como um legado aos nossos leitores.

Nesse momento de consternação, Seara News presta essa homenagem, ao pastor Levy Conde, manifestando profundos sentimentos de pesar à família, pedindo que Deus conforte os corações enlutados.

“E, terminados os dias do seu ministério, voltou para casa” (Lucas 1.23).

_____________________________________________________
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

6 COMENTÁRIOS

  1. Meus profundos sentimentos à toda família Conde. Sobretudo, entendemos que aprouve ao Senhor separar deste mundo e levar para si o seu servo. Confiantes, oramos a Ele pelo devido amparo de sua misericórdia, para que possam prosseguir essa peregrinação até o fim.

  2. Meu pastor que me ensinou a ser um obreiro de valor. Hoje tenho a honra de ser pastor, graças ao cuidado e grandes ensinamentos desse excelente pastor. Estou muito triste, mas, conformado por saber que ele combateu um bom combate, acabou a carreira e guardou a fé.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui