Parada Gay passou dos limites, afirma o senador Magno Malta

0
76
Parada do Orgulho Gay passou dos limites, afirma o senador Magno Malta
Senador Magno Malta, no plenário, criticou a parada gay – Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Magno Malta (PR-ES) em plenário, disse em tom de indignação: “O Brasil se esqueceu de Deus”.

O sentimento do senador aflorou depois de participar de três grandes Marchas para Jesus e sentir de perto a indignação do povo com tanta corrupção, falta de ética e imoralidade. Mas o agravamento desta realidade ficou por conta da intolerância, discriminação e do preconceito dos organizadores da Parada Gay, em São Paulo que tripudiaram e escandalizaram de forma violenta os cristãos brasileiros, inclusive, com verba federal. “Quero responsabilizar criminalmente os responsáveis pelos ataques e também os dirigentes da Caixa Econômica e da Petrobras que patrocinaram a cruel zombaria contra esta nação religiosa, cujo povo, na maioria ama Jesus”, falou Magno Malta.

O senador Magno Malta abriu o pronunciamento citando as derradeiras três grandes Marchas para Jesus – Rio de Janeiro, São Paulo e Manaus – que reuniram milhões de religiosos de diversos segmentos, em paz e harmonia, mas também desabafaram contra o Governo Federal que, segundo ele, tem promovido a corrupção, violência, desemprego e maltratando os trabalhadores. “Foram eventos pacíficos, harmoniosos e interativos da comunidade com os cristãos. Lembrei-me de um bilhete dado ao presidente dos EUA após o fatídico 11 de setembro, com os dizeres: os EUA esqueceram-se de Deus; e também, hoje, posso falar, com certeza, o Brasil também se esqueceu de Deus”, afirmou Malta.

Na segunda parte do pronunciamento, com documentos e fotos, o senador Magno Malta falou do sentimento do povo brasileiro explícito nas redes sociais, sobre o escândalo moral que avultou a imagem de Jesus na Parada Gay em São Paulo. “Estou enviando uma denúncia crime ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot Monteiro de Barros para investigar e responsabilizar os responsáveis pelos crimes de preconceitos, intolerância e discriminação previstos no Código Penal Brasileiro. Queremos também saber quanto a Petrobras e a Caixa Econômica Federal pagaram para o patrocínio desta desordem e desmoralização da família”, afirmou em bom tom, o senador Magno Malta, que é presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família Brasileira.

Magno Malta não poupou o Governo Federal, dizendo que o mesmo que tem uma postura anticristã, comprovada em ações contra a vida, em favor da legalização das drogas, do aborto e da violência crescente e assustadora. Ele chegou a ficar emocionado, quando mostrou as fotos da Parada Gay com um Travesti crucificado pedindo o fim da Homofobia. “Este é o Rei dos Judeus, é o nosso Jesus Sagrado para minha vida e para vida de milhares e milhares de pessoas de bem. Passaram dos limites e escandalizaram o país”, lamentou o senador Malta.

Assista ao vídeo com a íntegra do pronunciamento do senador Magno Malta, nesta segunda-feira, na tribuna do Senado Federal.

Contundente pronunciamento do senador Magno Malta pedindo ao Ministério Público para apurar os crimes cometidos com verba pública na polêmica e escandalosa Parada Gay em São Paulo.

Posted by Magno Malta on Segunda, 8 de junho de 2015

Assessoria de Imprensa

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome