Os melhores soldados são preparados para as piores batalhas | Foto: Reprodução

As batalhas mais difíceis só são vencidas pelos heróis. No livro a arte da guerra, Mao Tse-tung disse que “A vitória está reservada àqueles que estão dispostos a pagar o preço”.

Sabemos que batalhas espirituais existem, pois há registros bíblicos que falam sobre elas. “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes” (Efésios 6.12).

E nesse cenário temos lutas externas e lutas internas; “porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes se opõem um ao outro, para que não façais o que quereis” (Gálatas 5.17).

- Publicidade -

É preciso, portanto, estamos preparados: “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos” (Efésios 6.11-18).

Podemos ser feridos, mas mesmo se cairmos na batalha, o Senhor nos ajuda a levantar. “Se cair, não ficará por terra, porque o SENHOR o segura pela mão” (Salmos 37.24).

Jesus nos promete vitória: “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 6.18).

1 – Temos três grandes inimigos: a carne, o mundo e o diabo

  • A carne

Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço” (Romanos 7.18-19).

“E, para que me não exaltasse pelas excelências das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor, para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Coríntios 12.7-8).

  • O mundo

“Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo. O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre” (1 João 2:15-17).

  • O diabo

“Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (1 Pedro 5:8).

Dentro desse contexto, encontramos inimigos em muitos outros ambientes. Até onde não deveria ter de maneira alguma. “Assim os inimigos do homem serão os da sua própria família” (Mateus 10.36).

2 – São batalhas diárias e intermináveis

“Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; somos reputados como ovelhas para o matadouro” (Romanos 8.36).

Mesmo assim, na sequência do mesmo texto nos vêm o alento: “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Romanos 8.37).

“Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não dormitará” (Salmos 12.3).

3 – A maioria das nossas batalhas são vencidas sem que lutemos

“O Senhor pelejará por vós; e vós vos calareis” (Exodo 14.14). “Nesta peleja, não tereis de pelejar” (2 Crônicas 20.17a).

Uma das grandes armas que podemos usar contra os ataques do inimigo é não o atacar de volta: “Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas” (Mateus 5.41).

Sobre isso lemos no livro a arte da guerra: “A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar” (Mao Tse-tung).

4 – Levantemos nossas cabeças e sigamos adiante

“Sofre comigo como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado em serviço se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar aquele que o alistou para a guerra” (2 Timóteo 2.3-4).

“Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3.14).

“Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono” (Apocalipse 3.21).

R.A


DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Se encontrou algum erro, ou deseja sugerir uma pauta, falar conosco. Clique aqui!