spot_img
spot_img
28.9 C
Vila Velha

Onde está Kim Jong-un, o ditador da Coreia do Norte?

EM FOCO

Portas Abertas
Portas Abertas
A serviço da Igreja Perseguida, PORTAS ABERTAS é uma organização internacional que serve cristãos em lugares hostis ao evangelho. Está presente em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.
Onde está Kim Jong-un, o ditador da Coreia do Norte?
Os membros da família Kim são retratados como deuses à população | Foto: Reprodução

Veja o que pode acontecer com os cristãos se o líder atual, Kim Jong-un, deixar o poder.

Diante das constantes notícias da ação da COVID-19 pelo mundo, a rede americana CNN alarmou a todos com a notícia de que o atual líder da Coreia de Norte, Kim Jong-un, estava em situação crítica após ser submetido a uma cirurgia cardíaca. De acordo com o canal de TV, a Agência Central de Inteligência (CIA, sigla em inglês) e o Conselho Nacional de Segurança estão monitorando a situação do ditador. Desde 2002, o país é campeão em perseguição aos cristãos e por isso ocupa a primeira colocação na Lista Mundial da Perseguição 2020.

Como Kim Jong-un é considerado um deus no território e não há liberdade de imprensa, as notícias sobre a família são controladas. “O governo norte-coreano só anunciará más notícias se não houver como negá-las e até agora permaneceu calado sobre a saúde de Kim Jong-un”, explica um porta-voz da Portas Abertas. Em situações semelhantes no passado, as autoridades comunistas respondiam as especulações com mensagens de propagandas. Mas a ausência de uma resposta pode indicar que há algo acontecendo.

Provavelmente, o ditador norte-coreano foi submetido a uma cirurgia cardíaca em um hospital em Hyangsang, em 12 de abril. A recuperação dele deve ser em uma vila próxima à capital, Pyongyang. Tanto o hospital como o vilarejo são de uso exclusivo da família Kim. O site de notícias Daily NK, administrado por norte-coreanos que vivem fora do país, afirmou que vários médicos se dedicam exclusivamente ao cuidado do líder.

Quem substituiria Kim Jong-un?

Toda a liderança atual da Coreia do Norte precisa demonstrar lealdade à família Kim e isto torna o regime dependente dela. Caso Kim Jong-un falecesse, os filhos dele ainda seriam muito pequenos para assumir o controle do país. Logo, apesar da sociedade ser confucionista e liderada por homens, a irmã Kim Yo-jong seria a próxima ditadora da nação. Porém, haveria grande chances da criação de uma liderança coletiva, entre a caçula dos Kim e outras figuras políticas, como o vice-marechal Choe Ryong-hae.

O militar norte-coreano é filho e um antigo ministro da defesa e sempre foi ativo na política desde jovem. No final dos anos 90, caiu em desgraça diante dos líderes por vender sucata a compradores estrangeiros sem permissão formal. Acredita-se que foi outra irmã de Kim Jong-Il, Kim Kyong-Hui, que salvou a vida dele. Após a morte de Kim Jong-Il em 2011, Choe teve um papel importante em manter a família Kim no poder. Apesar da suspeita da prisão dele em 2014, de alguma forma ele retornou ao poder e hoje é um dos líderes mais importantes do país.  

Kim Yo-jong é a irmã mais nova do ditador atual, e há informações que ela é casada com o filho do vice-marechal Choe. Atua como membro suplente de Politburo (comitê executivo dos partidos comunistas) e como vice-diretora do Departamento de Propaganda do Partido dos Trabalhadores da Coreia (WPK, sigla em inglês). Os laços entre ela e o irmão se estreitaram enquanto eles estudavam juntos na Suiça. Nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 na Coreia do Sul, ela estreou no cenário mundial e foi a primeira pessoa da família Kim a visitar o país vizinho. Kim Yo-jong já participou de uma reunião com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e foi diplomata durante as reuniões com o presidente americano, Donald Trump.

Qual seria o impacto sobre os cristãos?

Quando Kim Jong-Il morreu em 2011, houve conflitos na liderança do país para que o equilíbrio retornasse. O tio, Jang Song-thaek, e o mentor do governador atual foram mortos. “Uma perda repentina de Kim Jong-un, líder supremo, agora provavelmente levaria a revolta e caos, pelo menos no topo”, garante nosso colaborador. Porém, as mudanças sentidas pelos cristãos seriam o aumento de controle social. “Quanto mais fraco o líder, mais precisa exercer a política de punho de ferro para garantir que as pessoas fiquem na linha”, completa.

Ao assumir a liderança do país com menos de 30 anos, Kim Jong-un foi desacreditado por muitos generais e políticos, mas trabalhou sua imagem pública e tentou se parecer mais com o avô; mas, enquanto isso, o controle sobre a população aumentava. “Um novo líder terá que fazer o mesmo, certamente se for uma mulher jovem e aparentemente encantadora. Acreditamos que a situação dos cristãos e outros considerados inimigos do Estado continue frágil”, afirma o analista.

A Portas Abertas não espera mudanças significativas em curto prazo; infelizmente os seguidores de Jesus deverão ser oprimidos e continuarão a procurar ajuda em projetos executados na China com os cristãos norte-coreanos. “No momento, nossos programas de rádio são uma grande fonte de encorajamento para nossos irmãos e irmãs secretos”, diz o colaborador.

E se o sistema norte-coreano entrasse em colapso?

A China posicionou um exército com 200 mil soldados na fronteira com a Coreia do Norte, para futuras intervenções, se necessário. Logo, o país vizinho deve tentar tomar o controle. Mas há uma probabilidade distante da reunificação com a Coreia do Sul, porém isso seria possível se o sistema de governo falisse e a China abrisse mão de anexar o território. “A China só pode permitir isso se as forças armadas dos EUA retirarem as forças da península coreana ou pelo menos não colocarem tropas ao norte. E qualquer governo não pode ser hostil contra a potência asiática, é claro”, esclarece.

Quando a perseguição aos cristãos acabaria?

Enquanto a família Kim estiver no poder na Coreia do Norte, sempre haverá perseguição aos cristãos. O regime atual acredita que o cristianismo ameaça o poder absoluto, tanto que lançaram um filme de propaganda intitulado “O traço da anti-revolução da religião xamânica e da superstição religiosa”. Ele é utilizado para doutrinar a população e alertar sobre o perigo que os cristãos secretos oferecem.


Colabore com o trabalho do portal Seara News, contamos com seu apoio para ampliar e fortalecer nossa atuação, acesse agora apoia.se/searanews e faça sua doação.

Seara News 25 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO ABAIXO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
- Publicidade -

LEIA MAIS...

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

LEIA TAMBÉM

ARTIGOS E DEVOCIONAIS

- Publicidade -
Suprema Contabilidade
- Publicidade -Anuncie em Seara News
- Publicidade -
Rádio Seara News