O voto da convicção

0
105

O voto da convicção

Acabei de ler um texto no twitter de uma celebridade evangélica que reza “vamos deixar de ser medíocres. Eu não voto segundo pesquisas eleitorais, e sim, segundo minhas convicções”.

Pr. Silas Malafaia - O voto da convicção

Com certeza, o voto por convicção é interessante e deve ser praticado, no entanto, não podemos desconsiderar que se repudiamos um partido, por questão ideológica, por ter projetos altamente nocivos ao nosso grupo social, e esse partido ameaça chegar ou continuar no poder, temos que pesar a importância do nosso voto para que não haja continuidade dos nossos opositores.

Então, mesmo tendo um candidato que seja o ideal para a minha necessidade cidadã, tenho que analisar a possibilidade desse candidato de alcançar o pleito a que se destinou.

Se tratando de cargo executivo, a situação requer ainda mais cuidado, pois, a influência sobre a minha vida será ainda maior, por isso, mesmo tendo minhas convicções, preciso ter bom senso, para acompanhar as pesquisas(que na maioria das vezes estão certas), se o meu candidato tem condições de ser eleito ou não, e se votando nele e perdendo meu voto, não fortalecerei o outro candidato que poderá me prejudicar caso alcance o poder.

Partindo desse princípio é que poderei votar no candidato que esteja bem nas pesquisas, cujas idéias sejam contrárias ao opositor e se aproxime mais de minhas convicções.

Mesmo que em alguns pontos ajam divergências entre nós.

Robson Aguiar

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome