O pastor transcendente

1
97

o pastor transcedente

O pastor transcendente é aquele que por sua posição eclesiástica e status social, conseguidos através da igreja, passa a não mais se comportar com humildade e simplicidade, deixando de atender aos membros de sua congregação.

Ele passa a transmitir a mensagem a sua igreja que a sua posição requer essa postura de separação e de indiferença. Por sua vez, os irmãos acabam assimilando que ele está correto em sua atitude, que realmente não dá para ele estar falando com qualquer um, e em qualquer lugar, principalmente quando em seu ministério existe um número expressivo de membros e congregados.

Geralmente, os pastores transcendentes, tem excelentes salários pagos com os dízimos e ofertas dos irmãos, possuem também vários títulos e medalhas conferidos por instituições que querem tirar proveito dos rebanhos que eles estão a frente, também possuem seguranças para evitar a aproximação de estranhos, que podem até serem os próprios membros querendo um aconselhamento.

Na sua separação das ovelhas, o pastor transcendente está sempre transferindo atribuições, e quando atende alguém, é só para dizer em poucas palavras “fale com fulano”, virando em seguida às costas. Ele só atende aos pastores de primeiro escalão, seu acesso, mesmo dos que compõem o seu ministério é restrito.

Assim, o reverendo transcendente vai forjando o seu status de mega star gospel.

Há quem defenda os que assim procedem, em nome da submissão e humildade. Tem pessoas que são capazes de tudo, sujeitam-se a essas figuras, por acharem que estão agradando a Cristo, se iludem com o tamanho do ministério, das igrejas, das instituições que lá existem, e pior, atribuem todo crescimento a presença e confirmação de Deus, dessa forma vão alimentando esses “líderes” que muitas vezes já encontraram o ministério estruturado e apenas administram os frutos do seu antecessor. Também há os que são beneficiados pelo sistema transfigurado do seu pastor presidente, por isso apoiam seu guru e são capazes de irem as vias de fato para defendê-lo.

Bem, cada um tire suas conclusões. Se alguém se magoou é porque a carapuça encaixou.

Só para lembrar:

Em vindo a soberba, virá também a afronta; mas com os humildes está a sabedoria, (Provérbios 11.2).

Melhor é ser humilde de espírito com os mansos, do que repartir o despojo com os soberbos, (Provérbios 16.19).

O Senhor eleva os humildes, e abate os ímpios até à terra, (Salmos 147.6).

Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus, (Mateus 5.3).

Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, (Efésios 4.2).

E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis, (1 Pedro 3:8).

Robson Aguiar,pr.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome