O desonesto mercado da fé vende bênçãos da gratuidade divina!

0
265

"O cristianismo ávido por novidades, carente de Deus e distante das Escrituras está à mercê de experts vendilhões do templo, dos charlatões de plantão e dos enganadores disfarçados de crentes".

Por Silvio Santo da Costa

o desonesto mercado da féA salvação e as bênçãos de Deus para a humanidade são de graça e por isso não tem custo financeiro (Ef 2.8). O problema é que tal verdade tem sido destorcida por falsas mensagens que descaradamente tentam vender as bênçãos da gratuidade Divina. A ganância é um abismo de interesses insaciáveis capaz de transformar a casa de Deus numa corja de ladrões e num antro de aproveitadores (Lc 19.45-48). Fora isso, o oportunismo de consumo do "mundo cristão" tornou-se numa tentação que tem desviado muita gente do caminho céu. O famigerado cristianismo ávido por novidades, carente de Deus e distante das Escrituras está à mercê de experts vendilhões do templo, dos charlatões de plantão e dos enganadores disfarçados de crentes. O objetivo dessa gente é escuso, por detrás da cortina de seus "ministérios ungidos" estão motivos e compromissos materiais que os escravizaram mesmo pregando uma mensagem de liberdade.

A Palavra de Deus é contra esse comércio com vestimentas espiritualizadas (At 8.17-24). Distorções bíblicas, aberrações teológicas e verdadeiras loucuras são oferecidas em forma de disfarçados amuletos, unções sem fundamento, seminários de grupo fechado e tantas outras invenções para se ganhar dinheiro dos irmãos do despercebido universo religioso. Campanhas de oração, jejum, cultos de cura interior e libertação tocados à base de ofertas com valores estipulados. Qualquer igreja local que por expansão denominacional se presta a essa prática, melhor que continuasse como um mero ministério de bairro do que expor-se a esse ridículo pedinte – porque deste modo assume uma posição de mendicância e o Evangelho diz outra coisa (Mt 10.8; At 3.6).

Enriqueceram-se a custa dos símplices do Evangelho (2 Pe 2.3). Visando lucro, boa parte das chocantes neo-revelações é liberada para o povo comprar em pequenos kits comerciais. Muitas mensagens carregadas de modismos são gravadas em CDs e DVDs para serem vendidas e produzidas em escala industrial. Ministérios autênticos foram desfigurados e transformados em fontes de lucro e desta forma os exploradores da fé cristã estão pobres daquela graça que nada custa. Refiro-me aos astros do louvor gospel que cobram absurdos para cantar! Dirijo-me a preletores que ministram por dinheiro e cuja agenda é feita por leilão dos convites.  Aponto os tele-evangelistas que em alguns casos comprometem nosso testemunho sendo os principais promotores de uma cultura de consumismo e de idolatria dentro do arraial cristão. 

Uma das doutrinas mais fascinantes da teologia bíblica sistematizada é a doutrina da salvação. A experiência da salvação é um dos grandes milagres de Deus oferecido gratuitamente aos homens. O meio para tal bênção é a graça de Deus e a expressão do referido termo transporta duas verdades salientes. PRIMEIRO: A graça Divina quanto à salvação eterna não ocorre por nossos méritos, é fruto do amor de Deus (Ef 2.8; Tt 2.11). SEGUNDO: Se tamanho dom não é recebido por merecimento em escala moral e espiritual (Is 64.6) e nem por seletismo pelo prisma da preferência Divina (Jo 1.12), o seu preço está além das possibilidades humanas de pagá-lo. O ônus da grandiosa obra da redenção foi custeado pelo sangue de Cristo e sua eficaz obra expiatória (1 Co 6.20; Hb 9.22).

Louvemos ao Senhor pois o preço de nossa salvação e das bênçãos celestiais já foi pago! A sua salvação, a cura divina, os dons espirituais, a transformação da vida, a restauração da família, a libertação de seus filhos e o porvir eterno já estão com valores liquidados pelo grandioso amor de Deus e pela oferta voluntária de Cristo Jesus. Não pague mais por aquilo que Deus já te oferece de graça e que está simplesmente ao alcance de sua fé nele! Abaixo as indulgências modernas de um cristianismo corrompido por mundo governado pelo espírito do Anticristo.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome