O criador do personagem “Irmã Zuleide” responderá na justiça pelos crimes de constrangimento, injúria e difamação

0
81

O criador do personagem “Irmã Zuleide” responderá na justiça pelos crimes de constrangimento, injúria e difamaçãoO criador do personagem “Irmã Zuleide”, foi detido na madrugada do último domingo (27/01), durante apresentação em uma casa noturna, em Santos, no litoral paulista.  O DJ Álvaro Rodrigues, 30 anos, natural do Rio Grande do Norte, admitiu ser o autor do personagem e dono do perfil da “Irmã Zuleide” com mais de 400 mil seguidores no Twitter e cerca de 2,1 milhões de seguidores no Facebook, que utilizando um tom cômico para tratar assuntos do cotidiano, ganhou destaque há quase dois anos, virou uma febre na internet.

O DJ estava sendo investigado pela polícia, porque a foto usada nas redes sociais é, na verdade, de uma professora de Campinas, que afirma ser constantemente constrangida por causa das publicações feitas pela “Irmã Zuleide”.

Ainda em 2011, a professora, que preferiu não se identificar, não conhecia o perfil que utilizava sua foto, até que uma colega da escola mostrou a página para ela. Assim que soube da situação, a vítima mandou algumas fotos para a polícia com o objetivo de remover todo o conteúdo da internet, e relatou que vem sofrendo constrangimento causado pelo perfil fez com que ela virasse motivo de chacota na cidade onde mora. Inclusive no seu trabalho, pais de alunos questionavam sobre a tal “Irmã Zuleide”.

A prisão aconteceu após alguns meses de investigação. Monitorando as postagens nos perfis das redes sociais, descobriu-se que o dono da página se apresentaria em um show numa casa noturna do Centro de Santos. Com essa informação, a professora seguiu para a Baixada Santista, acompanhada do advogado, e procurou o 1º Distrito Policial da Cidade, que começou a investigar o caso. Segundo a polícia, o DJ Álvaro Rodrigues não estava caracterizado como “Irmã Zuleide” ao ser encontrado pelos policiais, mas foi identificado e detido.

Em seu depoimento, disse que sua intenção era se divertir com seus seguidores, e que a foto d professora foi encontrada de forma aleatória, numa pesquisa na internet. Rodrigues que responderá na justiça pelos crimes de constrangimento, injúria e difamação, foi liberado após assinar um termo circunstanciado.

Após a liberação, começou a promover seus perfis nas redes sociais, com postagens do tipo: “experiência” de “Irmã Zuleide” na prisão, e frases como:
– “PRESA NADA! ISSO É PAPO DE ATEU!”
– “Jovens tem (sic) comida grátis aqui na cadeia, vou encher o buxo (sic)! Ôh, Glória!!”.
Até a “liberação” da personagem foi descrita pelo DJ, com a postagem:
– “O irmão Teobaldo chegou na delegacia com um abre os corpos e fui libertada, só Jesus na causa”.

Liberado, ironizou sua detenção nas redes sociais, colocando a “Irmã Zuleide” entre os tópicos mais citados no Twitter brasileiro, com a maioria das mensagens questionando o futuro de outros personagens que usam imagens e nomes de terceiros para fazer piadas na rede mundial.

A prisão do DJ não o fez mudar de atitude, pois em seu recado deu a entender, com um tom irônico, que nem a prisão e nem mesmo o processo que responderá serão impedimentos para “Irmã Zuleide”: “Não vou abandonar o que eu amo, não vou abandonar os que faço feliz. Não vou abrir mão de cada sorriso, de cada mensagem. Não deixar de alegrar diariamente cada um de você (sic). Às vezes as coisas acontecem, mesmo quando não temos intenções negativas, coisas da vida, segredos de Deus. Beijos de luz aos que estão comigo, e obrigada sempre pelo carinho”, diz o recado.

Com informações de G1 e A Tribuna, de Santos

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome