Nove igrejas são demolidas na Indonésia

“Os cristãos foram impedidos de levantar tendas temporárias para realizar cultos dominicais”

Na Indonésia, nove igrejas da região de Aceh foram demolidas por conta da perseguição religiosa. Houve incêndios, uma morte e um grande número de cristãos deslocados. Extremistas muçulmanos exigem o fechamento das igrejas sem licença e fazem sérias ameaças.

Enquanto os cristãos lamentavam pela violência, os policiais ajudavam na demolição. De acordo com informações locais, os cristãos estão impedidos até mesmo de levantar tendas temporárias para realizar os cultos dominicais e foram aconselhados a buscarem as igrejas nas aldeias.

O governo indonésio prometeu um centro de adoração para aqueles cujas igrejas foram destruídas, mas a maioria dos cristãos não está confiante, já que outras promessas foram feitas por políticos e nunca foram cumpridas. Um dos analistas da Portas Abertas pede orações pelos indonésios: “Por favor, orem para que o corpo de Cristo se mantenha firme nessa fase tão difícil, muitos cristãos estão traumatizados e necessitam de atenção”.

O analista disse que as igrejas na Indonésia estão fazendo de tudo para se manterem unidas nesse tempo de crise, e que as minorias do país estão em busca de justiça. “Um dos líderes muçulmanos mais influentes do país, Baihaqi aka Abuya Batu Korong, faleceu devido a complicações de saúde, no dia 24 de outubro. Ele era o principal responsável pelos fechamentos das igrejas e influenciava fortemente o governo. Esperamos que, com a ausência dele, melhore a situação dos cristãos indonésios”, conclui.

Fonte: Portas Abertas

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui