No DIA DO SOLDADO, minha homenagem a um soldado.

“Um policial mesmo sem a farda, não deixa de ser um policial”

Por Silvani Pani Schrioder

Não me alegro dos feitos que cometem os homens em torno dos quais nascera a tua profissão, a fim de coagir o que é mal e de certa forma fazer imperar a ordem! Não me alegro! (Se os homens não fossem maus, talvez sua profissão nem existisse). Mas me orgulho do homem que você é, e porque és um referencial o qual mesmo convivendo todos os dias com a impunidade não te conformastes com ela, e como no primeiro dia em que juraste fazer de si mesmo um instrumento para que ela sempre prevaleça não te deixastes corromper e nem vencer por este “inimigo invisível e implacável” que faz vítimas a todo instante! Tantos são os que têm se deixado corromper e até bandearam da defesa para o campo do adversário e foram vencidos não pela força física, mas pela fraqueza de um espirito que se inclinou a maldade! Por não se dobrar e por permanecer honesto e justo e por transpor a fragilidade de ser apenas humano, e “vestir-se” de uma força descomunal, para honrar aquilo que escolheste e juraste defender com muita honra, sinto orgulho de dizer que admiro você, sua força, bravura, honestidade, humanidade que embora revestido de uma “couraça” tens a sensibilidade na dose exata para saber quando usar a força e quando apenas oferecer um conselho e até estender a mão!

Bem, dos seus quase trinta anos de carreira, vinte e três eu acompanhei de perto e pude ver sua acirrada peleja, sua bravura, coragem ao encarar dias, noites e barulhentas madrugadas sem descanso! Eu assisti você, meu esposo, acenar para mim e para nossas crianças ao dobrar a esquina de casa, e abracei um homem exausto ao abrir-lhe a porta da nossa casa para lhe receber de volta após o termino de cada exaustivo trabalho! Sei o quanto tudo isso te desgastou fisicamente e psicologicamente ao presenciar situações que nem mesmo você poderia reverter ou mudar…

Quantas vezes, eu acordei de madrugada e vi você sonhando a pronunciar palavras enquanto dormias. Estado de alguém que “vestiu de tal forma a farda” que nem dormindo esquecias de ser um militar… Quantos foram os passeios que fiz ao ar livre caminhando de mãos dados com você, enquanto teus olhos estavam preocupados em capturar tudo que acontecia a nossa volta! É como você sempre diz: “Um policial mesmo sem a farda, não deixa de ser um policial. O perigo sempre ronda, e a insegurança pede passagem”.

Quantas vezes, você voltou angustiado para casa por ser mal compreendido. Por alguns, não tivestes reconhecido o trabalho que prestara! Para quantos fizeste continências! E para quantos menores que você soube ser um solicito soldado e fazer o que o título de um homem cheio de si mesmo, orgulhosamente o impediria de fazer!

Eu sei o quanto você é brilhante no que faz, e não é por ter galgado um posto elevado, mas porque sendo “pequeno”, escolhe servir homens ainda menores que você!

Sei das suas muitas lutas, e da tua mais incessante batalha! Sei que a tua labuta sugara de ti muito do teu vigor. Posso olhar no profundo dos teus olhos e ver o teu cansaço!

Sabe, meu Schrioder, de alguma maneira eu preciso agradecer, aqueles ladrões de galinhas, que resolveram saquear a roça de meu pai (rsrs). Nunca pensei que iria dizer isso, “santos ladrões” (Jamais darei louvor pela maldade dos homens). A eles devo a oportunidade que me deram de conhecer você. Foi por causa deles, e por causa do que praticaram que você foi parar na casa de meu pai (rsrs). Aliás, esse foi o instrumento de Deus para que pudesse nos encontrar. Ah, Ele é mestre em converter até o que é mal, em bem, por amor aos seus!

Ah, e para a “tristeza” do meu pai, como ele mesmo diz até hoje (rs), nunca recuperou as galinhas e ainda “perdeu” a filha!

Bem, tão certo como ele perdeu a filha, ele ganhou um membro a mais para a família, um filho! E eu, ganhei um esposo, um pai para minhas filhas, um referencial em meio aos homens, um referencial como profissional integro que é, diante a todos os adjetivos que denigrem a imagem de uma classe hoje tão maculada pela corrupção! Eu sei que nunca haverá de faltar pessoas que farão toda diferença, e Deus sempre tem um remanescente que o honrará a fim de que haja Luz, e esta fulgure e resplandeça em meio às trevas!

Obrigada, por ao longo desses anos, ter se esforçado e dado o seu melhor, convertendo cada uma de suas conquistas na melhor maneira, a seus olhos, de cuidar de mim e de nossas três filhas! Que Deus te dê a sabedoria de sempre saber que o melhor de você para nós, é o marido e pai que se lança ao chão da sala e dá risadas junto com a gente, e que se despe de sua “couraça” para ser o homem que ninguém mais conhece. Só a gente! O melhor de você para nós, é quando você leva a gente para passear, quando você se senta à mesa e lê a bíblia com a gente, quando conta as histórias da sua infância, quando conta como o seu pai teve fibra pra criar você e seus sete irmãos, quando vem chegando de uma viagem ou mesmo da roça, e ouvimos seu grito chegando ao portão com frutas fresquinhas pra gente; quando você se deixa precisar de nós, quando faz a gente se sentir importante ao fazer algo por você, assim como faz tanto por nós. O melhor de você, é conhecer o seu coração quebrantado, quando seu semblante se esforça para manter a calma diante aos desafios que enfrentas! O melhor de você, é “fingir’ que não vemos que você também é frágil, quando você insiste em parecer imbatível!

Eu oro por você todos os dias, eu falo baixinho com Deus as madrugadas, e sei que enquanto me deito ao travesseiro macio e você está rondando a madrugada, Ele tem trabalhado por você, em você e através de você, porque melhor que ser um bom soldado aos olhos humanos, é SER UM IRREPREENSÍVEL COMBATENTE DO REINO DE DEUS! Melhor que sair às vielas, becos e favelas integrando um pelotão de armas empunhadas, cassetetes e bombas, é levar a estes mesmos lugares, o próprio Cristo, como escudo a protegê-lo, e o mesmo que também vai A RESGATE aqueles que se encontram escravizados pelo domínio do pecado, pela escravidão das drogas, e pela incomplacente maldade no coração dos homens, que faz seres humanos cassarem e assassinarem os próprios irmãos e dominar outros como se fossem ” capitães do Mato” em captura de escravos. Os fazendo prisioneiros da própria consciência e da tão eminente condenação!

Louvo ao Senhor, porque quando a teus próprios olhos te vias livre no mundo, o Senhor lhe capturou para o Reino do seu amor! Sou feliz por ter tido o privilégio de ser instrumento no resgate que Deus arquitetou para ti! Em resgate, te libertou e salvou, para que pudesse aprender Dele, e forjar em você o caráter de UM VERDADEIRO SOLDADO!

Parabéns pelo seu dia! Parabéns a todos os soldados que de igual maneira constroem uma carreira pautada sobre os parâmetros e fundamentos irrevogáveis da moral, inegociáveis da ética e dos princípios imutáveis e inabaláveis da fé cristã! Perdoem-me, mas não posso englobar aqui a todos os profissionais!

Escrevi este texto em homenagem ao meu esposo, sargento Oldair Sebastião Schrioder pelo Dia do Soldado.

No DIA DO SOLDADO, minha homenagem a um soldado.
SILVANI PANI SCHRIODER, em homenagem ao meu esposo, sargento Oldair Sebastião Schrioder pelo Dia do Soldado.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui