Motorista atropela pedestres aos gritos de “Alá é grande”, na França

0

Caso ocorre um dia após cidadão convertido ao islã atacar policiais

Motorista atropela pedestres aos gritos de "Alá é grande", na França
Policias de Dijon colhem evidências nas ruas da cidade, onde um motorista atropelou 11 pessoas em um possível atentado terrorista. – ARNAUD FINISTRE/ AFP

DIJON, FRANÇA – Um motorista atropelou diferentes grupos de pedestres na cidade francesa de Dijon. Segundo o jornal Le Figaro, testemunhas afirmara que ele gritou seguidamente “Allah Akbar” (Alá é grande, em árabe) e “em nome das crianças da Palestina” enquanto arremessava o carro. Onze pessoas ficaram feridas. Duas estão em estado grave.

Segundo a imprensa francesa. O homem, que tem cerca de 40 anos, chegou com seu carro, modelo Clio, no centro de Dijon e passou a mirar em diferentes grupos de pedestres durante um período que se estendeu por meia hora. Em um primeiro momento ele atropelou quatro pessoas perto de uma praça. Depois ele seguiu por três outras ruas e atropelou outras sete pessoas. De acordo com o Le Figaro, o homem vestia um djellaba, um traje típico do norte da África.

Policiais afirmaram para a agência France-Presse que o homem já passou por hospitais psiquiátricos e tinha passagens pela polícia por “atos de delinquência”.

O primeiro-ministro Manuel Valls afirmou em sua conta no Twitter que está “solidário com as vítimas” e declarou seu apoio às famílias.

O ataque ocorre um dia após um homem convertido ao islã ter atacado com uma faca dois policiais na cidade de Joué-les-Tours. De acordo com a polícia, ele também gritou “Alá é grande” durante o ataque e sua conta no Facebook exibia uma bandeira do grupo jihadista Estado Islâmico (EI). O homem acabou sendo morto pela polícia.

Soldados franceses patrulham a região da Torre Eiffel, em Paris
Soldados franceses patrulham a região da Torre Eiffel, em Paris (Miguel Medina/AFP/VEJA)

Fonte: Contacto Latino

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome