"Mais Brasil, menos Brasília", ressalta ministra Damares durante encontro com gestoras e parlamentares
“As vozes femininas na política” foram o tema que reuniu cerca de 100 pessoas durante videoconferência com a ministra Damares Alves. (Foto: Divulgação)

Com a proposta de ouvir contribuições voltadas às políticas públicas para mulheres, a titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Damares Alves, integrou encontro virtual nesta terça-feira (23). O evento promovido pela deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR) também contou com a participação de representantes do estado do Paraná e parlamentares.

“São essas rodas de conversa que nos ajudam bastante. Quem está na ponta são vocês, que nós precisamos ouvir, pois vocês sabem as necessidades do dia a dia. O governo Bolsonaro tem a máxima ‘Mais Brasil, menos Brasília’. Vamos caminhar juntos na busca de respostas”, afirmou Damares.

Na oportunidade, a ministra enfatizou que é necessário combater todos os tipos de violência contra a mulher, seja física, sexual, psicológica, patrimonial, moral. “Tem modalidades que não existiam antigamente. Por exemplo, a mulher termina um relacionamento e o homem ameaça divulgar vídeos íntimos dela. Essa mulher fica refém pelo resto da vida, ou tira a própria vida. É por isso que estamos revendo e atualizando documentos importantes”, acrescentou.

- Publicidade -

Também palestrante, a secretária nacional de políticas para as mulheres do MMFDH, Cristiane Britto, abordou a necessidade de criar procuradorias da mulher nas câmaras legislativas dos estados e municípios. “O órgão tem um papel fiscalizador, para a efetiva proteção dos direitos das mulheres”, disse.

Na oportunidade, a gestora citou ações da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM/MMFDH). Entre os destaques, estiveram a iniciativa “Mais mulheres na política”, que teve a proposta de eleger pelo menos uma vereadora por município, além de combater a violência política; e a ampliação dos canais de denúncia Ligue 180 (Central de Atendimento à Mulher) e Disque 100 (Disque Direitos Humanos).

Pela SNPM, constaram ainda ações como o projeto Mães Unidas, que visa formar uma rede de mães voluntárias para o acompanhamento de mulheres em situação de vulnerabilidade; a elaboração do Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio; e o projeto-piloto Qualifica Mulher, que oferece cursos de capacitação e empreendedorismo.

Para a deputada Leandre Dal Ponte, o evento “foi uma grande oportunidade para a promoção de políticas públicas no campo da defesa e garantia dos direitos das mulheres”. A atividade virtual contou também com a participação do defensor público-geral da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPPR), Eduardo Pião Ortiz Abrãao.

Assessoria de Comunicação Social do MMFDH

DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”