Manifestação pela liberdade | Foto: Video CBNNews

O que era insondável nas primeiras duas décadas do século XXI tornou-se realidade. A liberdade religiosa, tanto nos Estados Unidos como em todo o mundo, está em crise.

Liberdade Religiosa em Crise: exercitando sua fé em uma época de incertezasÀ medida em que o tempo passa, o povo deve conhecer os seus direitos mais do que nunca, especialmente no que se refere à liberdade de exercer a religião. Munidos de uma compreensão adequada da rica tradição de liberdade religiosa em seu país, é possível proteger a fé em qualquer crise que surgir no caminho. No entanto, sem essa compreensão, o povo assistirá a erosão da liberdade religiosa pela rastejante era secular.

Em seu novo livro, ‘Liberdade Religiosa em Crise’, Ken Starr explora as crises que ameaçam a liberdade religiosa na América. Ele também examina as maneiras pelas quais uma ação governamental bem-intencionada às vezes prejudica a liberdade religiosa do povo e como a Suprema Corte dos EUA, no passado, forneceu proteção contra tais formas de exagero do governo. Ele também explora as possibilidades de alcance futuro por parte de funcionários do governo.

- Publicidade -

Starr explica como cada cristão pode resistir à quarentena da fé dentro dos limites da lei e por que essa resistência é importante. Ao obter uma compreensão profunda da importância constitucional da expressão religiosa, Starr convida o leitor a participar da proteção dos direitos da liberdade religiosa e a assumir um papel mais ativo no avanço da causa da liberdade.

O autor

Liberdade Religiosa em Crise: exercitando sua fé em uma época de incertezas
Juiz Ken Starr | Foto: Berkley Center

O juiz Ken Starr foi presidente da Baylor University de 2010 a 2016, onde também foi chanceler, membro do corpo docente da Baylor Law School e ocupou a cadeira Louise L. Morrison de Direito Constitucional. Starr defendeu 36 casos perante a Suprema Corte dos Estados Unidos, incluindo 25 casos durante seu serviço como procurador-geral dos Estados Unidos. Starr foi nomeado advogado independente em cinco investigações.

É autor de mais de 25 publicações, incluindo First Between Equals: The Supreme Court in American Life (2002). Obteve seu B.A. pela George Washington University em 1968; M.A. pela Brown University em 1969 e J.D. pela Duke University Law School em 1973. Ele é admitido para exercer a profissão na Califórnia, no Distrito de Columbia, Virgínia e na Suprema Corte dos EUA.

O juiz Starr também fez parte do Projeto Cristianismo e Liberdade liderado pelo Projeto de Liberdade Religiosa do Berkley Center.

Com informações de CBNNews e Berkley Center for Religion, Peace & World Affairs

DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo