Julio Severo comenta a libertação do pastor Yousef Nadarkhani, destacando a atuação do Senador Magno Malta

0
19

O pastor iraniano Yousef Nadarkhani, que havia sido sentenciado à morte no Irã por “crime” de apostasia por deixar o islamismo e seguir Jesus Cristo, foi solto, conforme informação de hoje da FoxNews.

Julio Severo comenta a libertação do pastor Yousef Nadarkhani, destacando a atuação do Senador Magno Malta

Nadarkhani, de 32 anos, só foi solto depois de uma grande pressão internacional que deu ampla visibilidade para o seu caso. Sem essa intervenção, ele poderia ser executado.

Ele foi inocentado da acusação de apostasia. A única acusação que não foi eliminada foi a de “evangelizar muçulmanos”. Contudo, como ele já passou três anos na prisão, esse tempo de encarceramento cumpriu a sentença da acusação de evangelizar muçulmanos.

O Brasil teve muito envolvimento na libertação do pastor iraniano. Não o governo brasileiro, mas o senador Magno Malta, da bancada evangélica. Durante meses, o senador evangélico se reuniu com ministros e outras autoridades elevadas do governo brasileiro, e conquistou importantes vitórias.

Com os esforços de Malta, o próprio embaixador do Irã, numa atitude inédita, visitou o gabinete do senador garantindo uma solução.

Malta, que tem acompanhado o caso do pastor iraniano desde 2010, criou uma relação de maior influência em favor dos cristãos diante do governo iraniano.

Ainda nesta semana, o senador irá visitar o embaixador do Irã para agradecer em nome de todos os cristãos do Brasil.

Essa não foi uma vitória do governo brasileiro, que tem, desde o governo Lula, mantido uma vergonhosa relação amistosa com o Irã, sem intervir nas questões de direitos humanos envolvendo prisão e morte de pastores e cristãos na nação islâmica. A vitória é atribuível ao senador Magno Malta, da bancada evangélica, e também aos esforços de líderes americanos, que tiveram apoio de deputados americanos para pressionar o governo iraniano a libertar o inocente pastor.

Para agradecer ao senador, escreva: [email protected]

Com informações da FoxNews.

Fonte: www.juliosevero.com

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome