Japão: erupção do monte Ontake

0
49

Até agora, 36 pessoas morreram ou tiveram parada cardiorrespiratória após a erupção do monte Ontake

Japão: erupção do monte Ontake
Soldados e policiais japoneses preparam operação de resgate perto do cume do monte Ontake – Foto: Reuters

MASAMICHI MAEDA, Reuters

Kiso – Mais de 100 pessoas estão reunidas na prefeitura de Kiso (Nagano) em busca de informações sobre parentes e familiares que desapareceram após a erupção do monte Ontake, no último sábado.

Segundo a emissora NHK, há relatos sobre mais de 40 desaparecidos que estavam escalando a montanha na hora da erupção.

Até o momento, segundo dados oficiais, 36 pessoas morreram ou tiveram parada cardiorrespiratória, incluindo outros cinco corpos que foram encontrados nas proximidades do pico nesta segunda-feira.

Dos 36 corpos, 12 tiveram a morte confirmada, mas apenas cinco foram identificados até agora e 24 continuam na montanha sob uma camada de mais de meio metro de cinzas que deixou o local com uma paisagem sombria.

Existe a possibilidade de pessoas terem sobrevivido à erupção se protegendo em pousadas ou locais para descanso durante a subida, mas as buscas foram suspensas por causa de gases tóxicos e devem ser retomadas na manhã desta terça-feira.

As famílias mostram sinais de desespero, o que inclui choro, nervosismo e inquietação, porque há poucas informações sobre os supostos desaparecidos. Nem se sabe se eles estão vivos ou mortos.

A Agência Meteorológica do Japão emitiu um alerta de nível 3 (de um total de 5) para erupções. Isso significa que as pessoas não devem se aproximar do local porque o vulcão pode lançar cinzas e pedras em um raio de até quatro quilômetros.

A erupção do monte de 3.067 metros, o segundo mais alto do Japão atrás do Fuji, ocorreu quando o local, uma área popular para caminhadas, estava repleta de pessoas que subiam a montanha, incluindo crianças, para admirar a paisagem de outono sob um céu azul brilhante.

A última grande erupção do Ontake ocorreu em 1979, quando mais de 200 mil toneladas de cinzas foram expelidas, de acordo com estimativas das autoridades do país. Outra atividade vulcânica, mais fraca, aconteceu há sete anos.

O monte é um vulcão ativo, mas que estava adormecido e não era considera do risco. Fica na divisa entre as cidades de Otaki e Kiso, em Nagano, e Takayama e Gero, em Gifu.

Fonte: Alternativa

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome