‘IHOP’ intercede pelo fim da exploração sexual durante a Copa

0
44

Salas de oração foram estabelecidas nas 12 cidades sedes da Copa

‘IHOP’ intercede pelo fim da exploração sexual durante a Copa

O país está repleto de turistas vindos de diversas nações em decorrência da Copa do Mundo. Preocupada em proteger crianças e mulheres brasileiras da exploração sexual, durante os 31 dias do Mundial, a Igreja Brasileira, juntamente com a Casa Internacional de Oração de Kansas City (IHOPKC), iniciou no dia 12 de junho, uma campanha de oração e intercessão pelas vítimas desse crime. A IHOPKC é uma organização missionária evangélica comprometida com a oração e intercessão pelos povos do mundo inteiro.

Segundo as missionárias da organização Amy Fernandez e Karen Coburn, diversas ações com foco na exploração sexual no Brasil já estão sendo realizadas na Copa do Mundo de 2014, assim como ocorreram na Copa de 2010, na África do Sul. “Desde 2007, por meio de intervenções, conscientização e restauração de pessoas, temos trabalhado com muita força contra a exploração sexual. Em 2010, devido à realização da Copa do Mundo na África do Sul, as estatísticas apontavam que a prostituição iria aumentar no país. Então, Karen, eu e um grupo formado por 10 pessoas fomos para a África do Sul. Ao chegar lá, vimos a igreja se mobilizando em oração, evangelismo e trabalhando com a restauração de vidas”, explicou Amy

Ainda, de acordo com Amy, os cristãos africanos oravam sem cessar, o que foi inspiração para que elas também tomassem essa mesma atitude em relação ao Brasil. “A igreja africana fazia salas de oração, em que as pessoas oravam dia e noite pelos 31 dias da Copa do Mundo. Com o fim do evento do campeonato esportivo, voltamos para o nosso país totalmente inspiradas e com o desejo de fazer isso também no Brasil. Sendo assim, em 2012, viemos para o Brasil com o objetivo de criar relacionamentos com a Igreja brasileira e verificar como estava a situação do país em relação ao tráfico humano e a exploração sexual. Após essa visita, perguntamos ao Senhor o que poderíamos fazer pelo Brasil e o Senhor Deus nos deu a visão de estabelecer, assim como na África, salas de oração nas 12 cidades sedes da Copa do Mundo de 2014”, acrescentou Amy.

“As salas serão estabelecidas no meio dos distritos vermelhos, que são as zonas de maior concentração de prostituição das cidades. Por meio de orações ininterruptas, iremos declarar a bondade e a fidelidade de Deus, e revelar quem Ele é sobre esses lugares e sobre esta nação. Iremos interceder pelas pessoas que estão presas, destruídas emocionalmente e que precisam de oração; e, também, clamaremos ao Senhor para que Igreja brasileira desperte e que haja um avivamento no país”, enfatizou Amy.

Além dessas salas de oração, a missionária destacou que todos os participantes da campanha sairão pelas ruas das cidades, levando a Palavra de Deus a homens, mulheres e crianças que se encontram opressos.

Estatísticas da exploração sexual no Brasil

De acordo com Amy, atualmente as estatísticas apontam dados sobre crianças e mulheres que são levadas para fora do país, mas fala-se muito pouco daquelas que são traficadas entre os estados.

“Nós temos visitado várias cidades do Brasil e, desta forma, tivemos a oportunidade de verificar como é a atual situação da exploração sexual e importação de mulheres e crianças no país. Na região norte, por exemplo, vimos muitas crianças vendidas. Algumas pelos próprios pais, devido a diversos fatores como falta de comida, pobreza. Já outras são raptadas. Vimos, também, crianças de 12 anos andando com homens de 28 anos.

Prostituição na África

“As orações na África do Sul tiveram um resultado maravilhoso. Apesar das estatísticas apontarem o crescimento da prostituição com a Copa do Mundo de 2010, ocorreu o contrário. A prostituição diminuiu e, isso, foi até matéria dos noticiários na época. Oramos para que o que ocorreu na África do Sul aconteça também no Brasil. Então, junte-se a nós nesses 31 dias nas salas de oração para que possamos proclamar o fim da prostituição no solo brasileiro”, convidou a missionária Karen Coburn.

Para mais informações sobre esse assunto, acesse: exoduscry.com.

Fonte: Lagoinha

Leia Também:

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome