Gladys Juma: ‘Senti que estava coberta por orações’

0
23

Em maio de 2012, o esposo de Gladys Juma, Dr. Benjamin Juma e outro pastor, Jackson Kioko, planejaram uma viagem evangelística. Por causa de suas motivações cristãs, uma multidão furiosa se reuniu e, acusando-os de serem ladrões, brutalmente os matou, ateando fogo em seus corpos.

Gladys Juma: ‘Senti que estava coberta por orações’Desde essa trágica perda, a Portas Abertas visitou Gladys diversas vezes e iniciou uma campanha de cartas (que já foram entregues a ela). Gladys escreveu uma nota agradecendo a todos que investiram tempo para encorajar sua família nesse período tão difícil. Leia a seguir:

“Prezados irmãos,

Ontem, eu finalmente terminei de ler a última das milhares e milhares de cartas que vocês, meus irmãos e irmãs de todo o mundo, enviaram compartilhando seus pensamentos, orações e melhores recomendações a mim e a meus filhos depois da perda de Ben.

Eu digo a vocês que continuo me surpreendendo, pois eu não esperava tanto amor e apoio.

Suas cartas vieram da França, Egito, África do Sul, Holanda, Noruega, Bélgica, Austrália, Nova Zelândia, Áustria e outros países.

Eu sei que vocês podem não acreditar, mas, em horas que eu não pude orar eu senti que estava coberta por orações e eu sabia que suas orações, assim como vocês, estiveram na brecha por mim e por meus filhos.

Eu agradeço a Deus por cada um de vocês que dedicaram tempo para orar, e eu peço a Ele que se lembre de vocês em tempos de necessidade. Que Cristo possa levantar pessoas para orar por vocês também, sempre que estiverem em um ponto em que não possam orar por si mesmos.

Eu agradeço a Deus, pois vocês são a prova de seu amor e a firme evidência de que o mesmo espírito de compartilhar a dor que havia na Igreja primitiva ainda está operando em nosso tempo.

Dizer que não sinto falta de Benjamin seria uma grande mentira. Eu sinto muito sua falta!

Eu somente oro todos os dias para que Deus continue abençoando e sustentando-nos a todos.

Com amor,

Gladys Juma

Mombaça, Quênia.”

Enquanto Gladys testemunhava a sua própria cura emocional, agradecendo o apoio da Portas Abertas em seu profundo processo de luto familiar, ela solicitou orações pela situação dolorosa envolvendo seu filho de 23 anos, James. O jovem tem encontrado dificuldade em aceitar a morte de seu pai um ano e meio atrás. James era muito próximo a Benjamin.

Investigações policiais sobre o assassinato parecem ter sido interrompidas, deixando a família sem nenhum senso de justiça, o que é lamentável.

Pedidos de oração:

– Louve a Deus pela cura emocional do restante da família de Benjamin Juma.

– Ore para que o Espírito Santo intervenha e traga cura ao coração de James.

– Peça ao Senhor por contínua força, paciência, amor, graça e sabedoria a toda família.

– Clame para que a investigação policial seja finalizada e que os assassinos sejam levados à justiça.

Fonte: Portas Abertas

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome