Franklin Graham pode ser banido do Reino Unido

Franklin Graham pode ser banido do Reino Unido
Franklin Graham negou que deseja pregar o ódio contra muçulmanos. (Foto: Reprodução)

Franklin Graham foi acusado pela principal organização muçulmana do Reino Unido de ‘odiar’ os muçulmanos.

A principal organização muçulmana do Reino Unido disse que o evangelista norte-americano Franklin Graham deve ter um visto negado ao país por conta de seu “ódio” e “fanatismo”. No último domingo (9) o grupo teve a exigência publicada no jornal britânico The Guardian.

“No passado, o governo proibiu indivíduos que afirmam ‘não favoráveis ​​ao bem público’. As declarações de Graham são registradas e demonstram claramente um ódio pelos muçulmanos e outras minorias”, disse o Conselho Islâmico do Reino Unido.

“Esperamos que o governo aplique seus critérios aqui. Se isso não acontecer, estará enviando uma mensagem clara de que não é consistente em desafiar todas as formas de fanatismo”, continua.

- Publicidade -

Políticos britânicos, incluindo membros do governo, levantaram preocupações sobre Graham ser convidado para pregar em um festival cristão em Blackpool, na Inglaterra, no final de setembro. O líder cristão criticou a sequência de ataques terroristas islâmicos em todo o mundo, e apoiou a posição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a imigração.

O evangelista, que é presidente da Associação Evangelística Billy Graham, negou que esteja planejando pregar o ódio contra muçulmanos ou quaisquer outras minorias.

“Eu não estou vindo para pregar ódio, estou aqui para pregar sobre um salvador, Jesus Cristo, que pode fazer a diferença em nossas vidas se depositarmos nossa fé e confiança Nele”, disse Graham ao premier em uma entrevista em janeiro. “Não estamos aqui para pregar contra ninguém, estamos aqui para falar sobre Deus”.

Gordon Marsden, o parlamentar trabalhista de Blackpool, está planejando escrever para Sajid Javid, o secretário do Interior, pedindo que o visto de Graham seja negado. O evento de Blackpool também provocou uma reação dos grupos LGBT.

Em julho, o Blackpool Transport proibiu anúncios em seus ônibus que promovem o Festival da Esperança, programado para ocorrer entre os dias 21 e 23 de setembro, explicando que recebeu reclamações de que o pregador poderia promover “ódio e homofobia” no evento.

Fonte: Guiame

1 COMENTÁRIO

  1. Alguns teólogos acreditam que o motivo de tardar a vinda de Cristo é que ainda os muçulmanos se levantam como uma barreira maior do que a não aceitação dos judeus… Eu louvo a Deus por essa perseguição ao Evangelista porque Isso demonstra o quão uma cidade apóstata tem defendido os valores contrários a vida cristã.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui