Fé ou Bruxaria?
Com Deus não tem “abracadabra”. | Foto: Pixabay

Não existe fé na fé. A fé é direcionada a Deus e não em palavras. Com Deus não tem “abracadabra”.

Robson Aguiar

Um dos princípios da fórmula da fé ensinado pelos pregadores da prosperidade é o pensamento positivo e a confissão positiva (um plágio da ciência da mente). Trata-se da manipulação do metafísico por meio de palavras.

Segundo os teólogos dessa doutrina ter pensamento positivo e pronunciar a “palavra de fé” é essencial para trazer ao plano físico o que ainda está noutra dimensão.

A isso David Yang Choo em seu livro “A quarta dimensão” chama de ficar grávido da bênção.

Don Gosset escreveu um livro com o tema “Há poder em suas palavras” onde ensinava a “declarar” a Palavra de Deus, como se fosse uma fórmula mágica. Segundo ele, as leis espirituais, já determinadas pelo Senhor, obrigam Deus a cumprir o que pedimos quando seguimos essas regras.

Chegam a ensinar que somos de fato filhos de Deus e temos o mesmo poder que Ele, e como Deus criou a terra por meio da Palavra, nós também podemos falar e o que não existe virá a existir.

A história é bonita, mas não passa de um falso ensinamento que foge completamente do contexto bíblico.

Não existe fé na fé. A fé é direcionada a Deus e não em palavras. Com Deus não tem “abracadabra”.

Esse processo é chamado por Dave Hunt e T.A. McMahor, no livro a sedução do cristianismo, de xamanismo (feitiçaria), gospel.

A ORAÇÃO base ainda é o Pai Nosso, onde o “SEJA FEITA” a tua vontade ainda está em voga.

R.A.


DEIXE UM COMENTÁRIO 
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui