EUA iniciam teste clínico para vacina contra coronavírus

Outros grupos de pesquisa em todo o mundo estão correndo para criar uma vacina, à medida que os casos de COVID-19 continuam a crescer.

O primeiro participante de um ensaio clínico de uma vacina para proteção contra o novo coronavírus receberá uma dose experimental nesta segunda-feira (16), de acordo com uma autoridade do governo americano.

O National Institutes of Health está financiando o estudo, que está ocorrendo no Instituto de Pesquisa em Saúde Kaiser Permanente Washington, em Seattle. O funcionário que divulgou planos para o primeiro participante falou sob condição de anonimato, porque a mudança não foi anunciada publicamente.

As autoridades de saúde pública dizem que levará de um ano a 18 meses para validar completamente qualquer vacina potencial.

Os testes começarão com 45 voluntários jovens e saudáveis, com diferentes doses co-desenvolvidas pelo NIH e Moderna Inc. Não há chance de os participantes serem infectados pelas doses, porque não contêm o próprio vírus. O objetivo é puramente verificar se as vacinas não mostram efeitos colaterais preocupantes, preparando o terreno para testes maiores.

Dezenas de grupos de pesquisa em todo o mundo estão correndo para criar uma vacina, à medida que os casos de COVID-19 continuam a crescer. É importante ressaltar que eles estão buscando diferentes tipos de vacinas, desenvolvidas a partir de novas tecnologias que não são mais rápidas de produzir do que as inoculações tradicionais, mas podem ser mais potentes.

Alguns pesquisadores até buscam vacinas temporárias, como vacinas que podem proteger a saúde das pessoas um mês ou dois por vez, enquanto é desenvolvida uma proteção mais duradoura.

Também em andamento

A Inovio Pharmaceuticals pretende iniciar testes de segurança de sua candidata a vacina no próximo mês em algumas dezenas de voluntários na Universidade da Pensilvânia e em um centro de testes em Kansas City, Missouri, seguido por um estudo semelhante na China e na Coréia do Sul.

Mesmo que os testes iniciais de segurança sejam bem-sucedidos, “você está falando de um ano a um ano e meio” antes que qualquer vacina possa estar pronta para uso generalizado, de acordo com o Dr. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas do NIH.

Esse ainda seria um ritmo recorde. Mas os fabricantes sabem que a espera é necessária porque são requeridos estudos adicionais de milhares de pessoas para saber se uma vacina realmente protege e não faz mal. No entanto, a espera é difícil para um público assustado.

O presidente Donald Trump tem pressionado por uma ação rápida em uma vacina, dizendo nos últimos dias que o trabalho está “avançando muito rapidamente” e ele espera vê-la “em breve”.

Tratamentos comprovados

Hoje, não existem tratamentos comprovados. Na China, os cientistas estão testando uma combinação de medicamentos contra o HIV contra o novo coronavírus, bem como um medicamento experimental chamado remdesivir, que estava em desenvolvimento para combater o Ebola.

Nos EUA, o Centro Médico da Universidade de Nebraska também começou a testar o remdesivir em alguns americanos que foram encontrados com o COVID-19 após serem evacuados de um navio de cruzeiro no Japão.

Para a maioria das pessoas, o novo coronavírus causa apenas sintomas leves ou moderados, como febre e tosse. Para alguns, especialmente idosos e pessoas com problemas de saúde existentes, pode causar doenças mais graves, incluindo pneumonia.

O surto mundial adoeceu mais de 156.000 pessoas e deixou mais de 5.800 mortos. Número de mortos nos Estados Unidos é superior a 50, enquanto as infecções se aproximaram de 3.000 em 49 estados e no Distrito de Columbia.

A grande maioria das pessoas se recupera. Segundo a Organização Mundial da Saúde, as pessoas com doenças leves se recuperam em cerca de duas semanas. Já as com doenças mais graves podem levar de três a seis semanas para se recuperar.

Com informações da Associated Press via CBN News

Seara News 25 anos

Ajude-nos a continuar a ser um aporte eficaz na comunicação cristã, apoiando o Seara News.
Acesse https://apoia.se/searanews
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui