“Estamos em guerra contra o mecanismo”, diz deputado federal Otoni de Paula
Deputado federal Otoni de Paula (PSC) vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados | Foto: Vídeo/Facebook

Segundo o deputado, o ex-ministro passou para o outro lado da força, sendo cooptado pelo “mecanismo”.

Por Paulo Pontes

O deputado federal Otoni de Paula (PSC) vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, na tarde de ontem, sexta-feira (24), concedeu entrevista rádio Super 91,7 FM, dizendo haver um “projeto de grande golpe” em movimento contra o presidente e que a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça foi “a peça que faltava” para que o suposto golpe fosse colocado em curso.

Neste sábado (25), à tarde, o deputado, por meio de uma live em seu perfil no Facebook, fez denúncias graves contra o ex-ministro Moro. O vídeo já conta com mais de 405 mil visualizações e mais de 22 mil comentários, onde a maioria apoia o presidente Bolsonaro.

De acordo com o deputado o propósito da live é pontuar sobre o que considera importantíssimo dentro dos últimos acontecimentos, “onde uma verdadeira bomba caiu no poder central com a saída do ex-ministro Sergio Moro”.

No vídeo com duração de quase uma hora, o deputado federal diz que o ex-ministro passou para o outro lado da força, sendo cooptado pelo “mecanismo”.

“Sergio Moro passou para o outro lado da força, pro lado negro da força. Ele foi cooptado pelo mecanismo; e ele sabe que o mecanismo é muito pesado, ele sabe, porque ele enfrentou o mecanismo”, disse.

O deputado citou que o ex-ministro convocou uma coletiva de imprensa sem comunicar ao presidente, e que não teve a hombridade de falar pessoalmente ao presidente.

“Se a gente não continuar destruindo Sergio Moro, ele vai ser o homem do mecanismo contra o nosso presidente”, sugere.

Otoni de Paula diz que para as próximas eleições o “mecanismo precisa de um nome, está todo mundo queimado. O que não estava queimado…”.

Assista

Otoni conclui se dirigindo aos ministros do STF, e aos presidentes do Senado e da Câmara, para não mexerem com o presidente Jair Bolsonaro, e que se fizerem isso, serão considerados inimigos do Brasil. “O povo Brasileiro não deixará vocês em paz”, finaliza.


Colabore com o trabalho do portal Seara News, contamos com seu apoio para ampliar e fortalecer nossa atuação, acesse agora apoia.se/searanews e faça sua doação.

Seara News 25 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO ABAIXO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui