Escravidão: JESUS é o maior abolicionista da história

0
Escravidão: JESUS, o maior abolicionista da história
JESUS, o maior abolicionista da história / Imagem ilustrativa

Extremamente degradante, a escravidão provoca danos irreparáveis para quem vive a amargura de ser escravo. A sociedade que é afetada por essa tragédia além do social.

Os abolicionistas eram contrários ao regime de escravidão que imperava de forma marcante no passado. A escravidão em si é desumana e rouba a dignidade do indivíduo. Escravo é quem está privado de sua liberdade e vive submetido à vontade de um senhor, a quem pertence como propriedade.

Jesus nunca concordou com essa prática nefasta, Ele é o maior libertador, o maior abolicionista que já existiu em toda a história da humanidade.

Atualmente existem outras formas de escravidão que igualmente privam milhares de pessoas da liberdade e as sujeitam a uma vida de dores e sofrimento. Estamos falando da escravidão do alcoolismo, das drogas, dos jogos de azar, dentre outras formas de escravagismo.

Leia também: Ausência de Jesus

Esse tipo de escravidão é extremamente degradante e afeta a família da pessoa envolvida. Somente quem viveu ou vive a tragédia de ter na sua família alguém escravizado pelas drogas,  conhece a dimensão da dor e sofrimento causado por elas.

Objetos trancados, polícia na porta de casa, crises de violência, custos com advogados. Alem disso, uma sensação constante de impotência, em ajudar uma pessoa querida que caminha, para a destruição lenta e inexorável.

O álcool também escraviza e causa danos irreparáveis. Compromete a renda familiar, promove a violência doméstica, altera o humor dos envolvidos no processo. Além de traumático, o álcool é fator de separação conjugal, porque destrói os laços de família.

É claro que existem outras formas de escravidão como os jogos de azar, todas elas sem exceção, são altamente destrutivas, são devastadoras para os envolvidos, e trágico para as famílias.

Os custos com clínicas de reabilitação e outros tratamentos são altíssimos, e em grande parte das vezes tais tratamentos não surtem os efeitos desejados.

No Evangelho escrito por João, no capítulo 8 e no versículo 32, lemos: “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

A verdade a que João se refere é o próprio Senhor Jesus.  Jesus mesmo  afirmou, ser o caminho a verdade e a vida.

Jesus ao longo dos séculos tem libertado da escravidão milhares de pessoas. Não é religião que liberta! Não são pastores, padres, ou cargos e funções que libertam, muito menos os  métodos ou receitas milagrosas. Quem liberta é JESUS. 

Ele restaura a dignidade perdida. Oferece uma vida de qualidade e o devido ajustamento social e familiar.

E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. A verdade é Jesus.

_____________________________________________________
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome