Encontro de Dilma Rousseff com evangélicas divide opiniões de pastores

1
47

Encontro de Dilma Rousseff com evangélicas divide opiniões

A polêmica em torno da reunião da presidente Dilma com evangélicas

Por Paulo Pontes | Seara News

O encontro das cantoras e bispas evangélicas com a presidenta Dilma Rousseff, na última segunda-feira (15), teve grande repercussão na mídia, mas causou polêmica no meio evangélico e dividiu opiniões de pastores e líderes. Enquanto o pastor Silas Malafaia, que não apoia o PT, apoiou o encontro, o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), encara o encontro como um engodo.

O Pr. Silas Malafaia ressaltou que não apoia a presidente, mas disse que não vê problema em um grupo de mulheres se reunir com a presidenta e orar por ela. “Oração virou pecado?”, questionou no Twitter.

O Pr. Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, não aprovou a reunião. Pelo Twitter, disse que Dilma deveria ter chamado para o encontro outros líderes evangélicos, como Valdemiro Santiago, Edir Macedo, Manoel Ferreira, R. R. Soares, Silas Malafaia, Estevam Hernandes, Jabes de Alencar, Mário de Oliveira, Rodovalho, Samuel Câmara, José Wellington Bezerra da Costa, Isaias de Souza Maciel, Renê Terra Nova, Ap. Ouriel, Ap. Cezar Augusto, Marcio Valadão, Paulo Freire que é o presidente da frente parlamentar evangélica e outros. “Porque não os convidaram?” interrogou.

Feliciano também criticou o ministro da Pesca, Marcelo Crivella, por “arquitetar” o encontro para melhorar a imagem de Dilma com o segmento evangélico. Mas justificou: “Gostaria de me antecipar aqui e dizer que meus posts na madrugada foram um ataque frontal ao Palácio do Planalto. Nada contra as cantoras. Pelos nomes que li são mulheres abnegadas que receberam um convite do ministro Crivella que se colocou como representante dos evangélicos. É inadmissível que o Planalto se porte dessa forma. Usar a bondade das cantoras evangélicas pra tapar o sol com a peneira”, comentou no twitter.

O pastor Geremias do Couto, conferencista, escritor e jornalista, em seu blog publicou um artigo com o título “Não somos gado, Dilma Rousseff”, destacando que cada grupo convidado assume a posição de representante dos evangélicos, quando, na verdade, não há um porta-voz institucional com procuração para falar em nome de todos os evangélicos. “Cada grupo fala, no máximo, representando o próprio grupo. Somos diversificados e as nossas lideranças não são ainda capazes de estar unidas em questões dessa monta”, disse.

Fez um alerta aos evangélicos para estarem atentos, “com os olhos bem abertos”, frisando que: “Esses encontros, da forma como acontecem, nada mais são do que estratégia eleitoral para engabelar os cristãos. É uma tentativa de nos tratar como gado, como se não tivéssemos voz ou fôssemos “maria vai com as outras”. E finaliza o artigo declarando seu sentimento, de que a presidente Dilma Rousseff realmente ouça os evangélicos, porém, que não os veja como um “mero curral eleitoral”, mas como “voz profética que tem muito a oferecer para a construção de um país mais justo e mais próspero”.

1 COMENTÁRIO

  1. Em 1Timoteo 2 somos advertidos para orar por todos os homens.Devemos orar para aqueles que estão em eminência sobre nós se desejarmos colher os benefícios de um bom governo,que são um dom valioso de Deus para o bem estar da igreja e avanço do evangelho.
    Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens;
    Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade;
    Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador,
    Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade.
    Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.
    O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.
    Para o que (digo a verdade em Cristo, não minto) fui constituído pregador, e apóstolo, e doutor dos gentios na fé e na verdade.
    Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda.1 Timóteo 2:1-8
    Podemos observar que a ordem de orar é para TODOS,não implica em titulo ministerial,não devemos excluir pessoas ,nem demarcar pessoas para essa ação.
    Devemos orar por nossas autoridades por são constituídas por Deus(Rm.13vers.1-7) .Isso não significa que Deus está de acordo com uma autoridade corrupta ou tirana (Daniel 4) mas Ele permite que os governantes maus tenham autoridade por algum tempo,como os profetas do antigo testamento muitas vezes testemunharam.
    “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará”Gl.6vers.7
    Quanto ao fato de engodo (que foi falado pelo Pr.Marco Feliciano),” o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), encara o encontro como um engodo.”,esse versículo de Gálatas,o já citado,fica bem claro que nós podemos nos equivocar e sermos enganados mas Deus não.E Ele tem o momento certo para agir e o momento Dele nem sempre é o nosso.
    “Porque o que semeia na sua carne da carne ceifará a corrupção;mas o que semeia no Espírito do Espírito ceifará a vida eterna.”Gl.6vers.8

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome