Em Hamamatsu, Japão, Aécio recebe 90,2% dos votos válidos

0
51

“Torço por um Brasil melhor, independente de quem for eleito”, disse a performática e popular Nega Maluca.

Em Hamamatsu, Aécio recebe 90,2% dos votos válidos
Nega Maluca na fila para votação, no consulado de Hamamatsu – Foto: Osny Arashiro

Hamamatsu – No segundo turno da eleição presidencial, realizado neste domingo, os brasileiros da jurisdição de Hamamatsu (Shizuoka) votaram maciçamente no candidato Aécio Neves (PSDB), que obteve 2.423 votos, enquanto a candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), recebeu 263 votos. Foram 90,2% dos votos válidos a favor do tucano.

A seção eleitoral de Hamamatsu foi composta por 11 urnas, totalizando 4.486 eleitores aptos. O comparecimento foi de 2.832 com 146 votos em branco ou nulos.

Este segundo turno foi mais tranquilo, em comparação ao primeiro realizado antes da chegada de um tufão, há três semanas.

Segundo o cônsul-geral do Brasil em Hamamatsu, José Antonio Gomes Piras, o público eleitor do primeiro turno estava mais ansioso, muitos votavam pela primeira vez, havia a preocupação do tufão e houve eleitor que pernoitou a madrugada na fila.

“Desta vez procuramos divulgar e tranquilizar o eleitor, informando para não virem todos de uma vez no primeiro horário da manhã, podendo vir no período da tarde”, explica o diplomata.

O cônsul ressalta que a rapidez para votar e a pouca fila também se deve ao dinamismo e no bom atendimento dos 44 mesários e cerca de 30 voluntários, que prestavam orientação assim que os eleitores chegavam.

Por um Brasil melhor

A eleitora Celina Yamamoto, residente no bairro de Takaoka, em Hamamatsu, foi a última a votar na seção 0923/0970. Ela chegou correndo, pegou o elevador faltando menos de cinco minutos para o encerramento. “Eu estava na escola participando de uma reunião com os pais dos alunos”, justificou seu atraso. “Não desisti de votar, porque desejo um Brasil melhor,  com boa educação e rede hospitalar e nosso voto pode contribuir para essa melhoria”.

A performática e popular Nega Maluca compareceu para “colaborar com a cidadania brasileira”. “Mas estou aqui também defendendo o leite das crianças, pois enquanto o Brasil não melhorar, não pretendo retornar, e torço por um Brasil melhor, independente de quem for eleito”.

Fonte: Alternativa

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome