É legítimo o boicote dos cristãos à NETFLIX pelo filme do Porta dos Fundos
É legítimo o boicote dos cristãos à NETFLIX contra o escarnecimento de Cristo produzido pela equipe do Porta dos Fundos em filme de Natal. | Foto: Reprodução

Cerca de 2 milhões de pessoas já assinaram o abaixo-assinado

Por Robson Aguiar

É legítimo o boicote dos cristãos à NETFLIX contra o escarnecimento de Cristo produzido pela equipe do Porta dos Fundos em filme de Natal.

O boicote é uma ferramenta legal para protestar. Cerca de 2 milhões de pessoas já assinaram abaixo-assinado para que a Netflix retire de sua programação o filme “A última tentação de Cristo”.

Em particular não assisto nada que os ateus desse “grupo humorístico” produzem.

Lembro que a NETFLIX também apresenta muitos temas religiosos como “Corajosos”, “A caminho da fé”, “O céu é de verdade”, entre outros. E, quero ponderar que até a TV Record também permite programações que trazem heresias sejam veiculadas na Emissora, e segue-se as demais.

Vamos boicotar todas?

Somente TVs puramente evangélicas não produzem conteúdos ofensivos ao cristianismo em sua grade de programação.

Quando Gideão derrubou o altar de Baal e o poste da deusa Asera, o povo de juntou para matá-lo, mas foi dito por Joás, pai de Gideão: Vocês estão defendendo a Baal?  Se Baal é deus, deixe que se defenda (Juízes 6.25-40).

Ao cercearmos a liberdade de expressão dos nossos “inimigos” corremos o risco de também sofrermos censura. No debate estaremos sempre na vantagem, afinal a Palavra que pregamos é viva. Entretanto, podemos protestar, sem radicalizar.

Lembremos o que diz a Bíblia:

Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará (Gálatas 6.7).

Acho que tem coisas que só pertence a Deus.

Se Deus estiver ofendido, certamente ele dará resposta aos agressores.

Quanto a nós, podemos nos indignar e também podemos expressar nosso repúdio dentro da lei a qualquer um que ataque a nossa fé e escarneça do nosso Cristo (inclusive boicotando-os), sem, contudo, radicalizarmos.

Defendemos a livre expressão, o livre-arbítrio, o ir e vir, o pensamento livre, como também temos e queremos os mesmos direitos.

Pr. Robson Aguiar


DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
.
Seara News 25 anos

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui