Dr. Alexandre Martins abraça o juiz aposentado Antônio Leopoldo e diz: ‘Não lhe guardo rancor’

1
420
Dr. Alexandre Martins de Castro
Dr. Alexandre Martins de Castro, no púlpito da Assembleia de Deus da Praia da Costa, Vila Velha (ES) – (Foto: FF/SearaNews)

Após 15 anos da execução do filho, Dr. Alexandre Martins reencontra e abraça o juiz aposentado Antônio Leopoldo durante culto em Vila Velha (ES).

Quem esteve no culto deste domingo, 26 de agosto, na Igreja Assembleia de Deus da Praia da Costa, em Vila Velha (ES), presenciou uma cena que a sociedade capixaba, talvez, nunca tivesse imaginado. Após 15 anos da execução do juiz Alexandre Martins de Castro Filho, em 24 de março de 2003, acontece o reencontro do advogado Alexandre Martins de Castro, e o juiz aposentado Antônio Leopoldo Teixeira, acusado de ser um dos mandantes da morte do juiz Alexandre.

De acordo com um dos pastores da igreja, “não foi um encontro casual, mas uma providência divina”. O Dr. Alexandre Martins, pai do juiz assassinado, foi convidado pelo líder da igreja para dar testemunho de uma graça recebida, mas, surpreendeu a todos quando, ao fazer uso da palavra, se dirigiu ao juiz aposentado, também presente ao culto, dizendo: “Antônio Leopoldo Teixeira, eu não lhe guardo rancor”. Perante a igreja, com o templo lotado, expressou que estava ali para declarar publicamente ao acusado, reconhecendo a sua sinceridade e que a partir daquele momento tirava do seu coração todo o rancor, sentimento de revolta e acusação. Disse mais: “Talvez você ainda possa enfrentar algumas dificuldades futuras, porque a ação não depende de mim. Mas, tenha certeza de uma coisa: eu não lhe atacarei mais”. Em seguida, o convidou ao púlpito, para lhe dar um abraço diante de todos. O Dr. Alexandre Martins foi professor de Antônio Leopoldo. O ato que causou admiração foi aplaudido pelos fiéis.

Dr. Alexandre Martins se reencontra com o juiz aposentado Antônio Leopoldo e declara: ‘Não lhe guardo rancor’
Dr. Alexandre Martins reencontra e abraça o juiz aposentado Antônio Leopoldo durante culto em Vila Velha (ES) – (Foto: FF/SearaNews)

O líder da igreja, pastor Marinelshington da Silva, fez uma oração pedindo a Deus para selar a união e o reconhecimento por parte do Dr. Alexandre Martins, de que o Dr. Antônio Leopoldo Teixeira nada deve nesta situação, e agradeceu pelo momento.

Dr. Alexandre Martins se reencontra com o juiz aposentado Antônio Leopoldo e declara: ‘Não lhe guardo rancor’
O líder da Assembleia de Deus da Praia da Costa, Pastor Marinelshington da Silva, fez uma oração para selar o reencontro. (Foto: FF/SearaNews)

1 COMENTÁRIO

  1. SE O LEOPOLDO TIVESSE SAÍDO DA MAÇONARIA COMO SEU IRMÃO ABIMAEL, AMBOS DA LOJA DE COLATINA, CERTAMENTE SERIA RECONHECIDA A SUA PARTICIPAÇÃO NESTE CRIME COVARDE. O SISTEMA RELIGIOSO É 100% MAÇONARIA QUE SEGUE O REI SALOMÃO E SEUS 72 DEMÔNIOS DA GOETIA DE SALOMÃO. ——————————————————————-
    NA BÍBLIA EXISTEM 22 VERSÍCULOS AFIRMANDO QUE OS CONSTRUTORES (MAÇONS) DE TEMPLO ONDE DEUS NÃO HABITA REJEITARAM JESUS CRISTO A PEDRA ANGULAR PRINCIPAL DE ESQUINA QUE NÃO FOI ESCULPIDA POR MÃOS DE HOMENS.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome