Distanciamento Social: Juntos e Separados pela Covid-19
Em tempos de distanciamento escolas mudam sua forma de atividades através de aulas online. | Foto: Reprodução

A Aventura de Construir sempre prezou pelo contato próximo e personalizado com os beneficiários e, nesse momento onde o distanciamento social causado pela Covid-19, não poderia ser diferente. Continuamos acompanhando nossos protagonistas de perto, mesmo que por outras ferramentas que nos permitem o encontro à distância. É assim que, através da análise minuciosa e detalhada dos dados do nosso site, percebemos o interesse dos leitores para falarmos sobre um tema crucial que é a educação dos filhos em tempos de pandemia.

Precisamos lembrar que a criança é um ser em desenvolvimento, e que o seu desenvolvimento é muito rápido nessa fase. Para ela tudo é novidade, tudo é experiência. Participar das atividades do cotidiano da casa, já pode ser uma grande brincadeira. Ela precisa de movimento, de estar ativa, e não passiva frente a uma tela.

Palavras de uma especialista

A fonoaudióloga, pedagoga e psicopedagoga Gleidis Roberta Guerra, detalha no texto a seguir formas de criar uma rotina ordenada e saudável nesse outro normal. Em tempos de isolamento social e de escolas fechadas, nossas crianças estão em casa, e muitas vezes os pais não sabem o que fazer para entretê-las.

Muitas escolas estão enviando tarefas para serem desenvolvidas em casa e ainda ministram aulas online, por isso é importante estabelecer uma rotina de estudos e se atentar às dicas que seguem:

Tempo e rotina da criança

  • Manter a rotina de alimentação;
  • A hora de dormir e levantar deve ser a mesma de antes;
  • Tirar sempre o pijama;
  • Tentar que seja o mais próximo possível do que era antes da pandemia;
  • Conversar com a criança sobre a rotina dos pais, em caso de home office.

Costumo dizer, que brincar é natural para a criança, tudo para ela pode virar uma brincadeira, e ela ao mesmo tempo que aprende brincando, brinca aprendendo. Assim, quanto mais lúdicas forem as atividades, maior a diversão e a aprendizagem.

Há que se ter tempo para tudo, mas o resgate de algumas brincadeiras da infância dos pais, ou mesmo dos avós, pode trazer diversão e alegria para adultos e crianças: Dançar, contar histórias, assistir a um filme juntos e conversarem sobre filmes, jogos de tabuleiro que envolvam a família.

Enfim, realizar atividades do cotidiano da casa, de maneira lúdica, são uma maneira de todos se divertirem. E quando tudo isso passar (e vai passar) nós, adultos, lembraremos de uma situação de caos completo, na saúde e na economia, mas na memória das crianças estarão as refeições em família, as histórias ouvidas, as brincadeiras e os momentos em que todos estavam juntos. Portanto, mais do que obrigações e atividades programadas, esteja junto, cultive no seu filho boas lembranças.


DEIXE UM COMENTÁRIO 
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui