Dia de Finados, história e curiosidades

O feriado de Finados, é o tradicional dia em que os vivos visitam os túmulos de seus entes queridos.

A palavra finado se refere ao fim, final da vida.

Conforme registros históricos, no século II alguns cristãos começaram a orar pelos mortos conhecidos e desconhecidos e esse hábito foi ganhando adeptos e se tornando um ato anual, até que no século XIII a Igreja Católica instituiu o dia 2 de novembro como o dia dos mortos e, nesse dia, os vivos deveriam interceder pelas almas dos que estão no purgatório esperando a purificação.

Os celtas, por exemplo, por acreditarem na continuação da vida após a morte, reuniam-se em suas casas no dia 1º de novembro para homenagear e evocar os que já partiram.

Os mexicanos costumam, no dia de finados, zombar da morte realizando festas e se fantasiando de mortos.

Mexicanos fantasiados de morte, no dia de finados | Foto: Reprodução

Altares decorados dentro de casa. Eles os enfeitam com flores, caveiras de papel machê, retratos das pessoas mortas e pequenas oferendas.

Dia de Finados, história e curiosidades
Altares mexicanos no dia de finados | Foto: Reprodução

Em Buenos Aires, na argentina, o cemitério da Recoleta é um ponto turístico recebendo visitas de turistas todos os dias por sua estrutura que mais parece uma cidade, pela beleza dos seus túmulos e pela sepultura de Evita Peron. Eu mesmo estive lá, com minha esposa.

Dia de Finados, história e curiosidades
Túmulo de Evita Peron, no o Cemitério da Recoleta – Buenos Aires, Argentina
Dia de Finados, história e curiosidades
Pr. Robson Aguiar e esposa, visitando o Cemitério da Recoleta – Buenos Aires, Argentina | Foto: Arquivo pessoal

Os judeus também costumam visitar e fazer orações junto aos túmulos de profetas, reis e patriarcas em Israel.

Dia de Finados, história e curiosidades
Túmulo do Patriarca Abraão atrás dos portões de ferro verde. Os túmulos dos patriarcas estão localizados na caverna de Macpela, em Hebrom | Foto: Robert Hoetink / 123RF
Dia de Finados, história e curiosidades
Turista, visitando o túmulo de Davi | Foto: Reprodução

Outro túmulo visitado por judeus é o de Oskar Schindler (Svitavy, 28 de abril de 1908 – Hildesheim, 9 de outubro de 1974) foi um industrial alemão sudeto, espião e membro do Partido Nazi, que salvou da morte 1200 judeus durante o Holocausto.

O túmulo de Schindler fica no Cemitério Católico do Monte Sião em Jerusalém.

Dia de Finados, história e curiosidades
O túmulo de Oskar Schindler, um industrial alemão sudeto, que salvou da morte 1200 judeus durante o Holocausto | Foto: Reprodução

Embora vazio, o túmulo de Cristo é bastante visitado por turistas de todo o mundo.

Dia de Finados, história e curiosidades
O túmulo de Jesus é visitado por turistas do mundo todo | Foto: Reprodução

Já os protestantes não cultivam o culto aos mortos ou orações por quem já faleceu, pois no entendimento dos evangélicos, depois da morte segue-se o juízo (Hebreus 9.27), não tendo, mas o que se fazer por aqueles que já partiram.

Os evangélicos respeitam e visitam também os túmulos de entes queridos sem rituais ou datas especificas.

R.A.


DEIXE UM COMENTÁRIO 
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui