Dia das Mães na Nigéria

0
66

As contribuições de parceiros da Portas Abertas ao redor do mundo são um presente para uma grande quantidade de mães que enfrentam perseguição. No último domingo, o Dia das Mães foi celebrado em diversos países. Veja como foi na Nigéria, 14º país mais perseguidor aos cristãos.

Dia das Mães na NigériaNo mês de celebração do Dia das Mães, lembre-se de inúmeras mães ao redor do mundo que sacrificaram tudo para seguir a Cristo. Esther, do norte da Nigéria, é uma dessas mães.

Esther é viúva, mãe de seis crianças. Não muito tempo atrás, ela perdeu o marido em um ataque violento do Boko Haram, um grupo extremista islâmico no norte da Nigéria, que têm a intenção de erradicar qualquer expressão da fé cristã.

Seu marido era o principal provedor da casa, então, desde que ficou viúva, tem sido uma luta para Esther suprir as necessidades e despesas da família.

Por todas as experiências que já viveu, todos esperavam que Esther ficasse abatida pelo sofrimento ser uma constante em sua vida. Porém, mesmo depois de perder o marido por sua escolha de fé, ela tem um espírito contagiante, alegre. Seu sorriso acolhedor e convidativo ilumina o quarto. Sua presença carrega uma sensação de paz tão notável que é difícil acreditar que ela tenha sofrido tanto.

“A Bíblia diz às viúvas que Deus é seu marido", afirma Esther. "Deus tem usado cristãos para sustentar minha família das maneiras mais inesperadas. Uma vez, não tínhamos nada para comer, e eu orei a Deus para que Ele me ajudasse a alimentar meus filhos. No momento em que a minha oração terminou, um velho amigo do meu marido bateu na porta com uma cesta de alimentos."

Para Esther, cada dia é um desafio; uma oportunidade para que ela fortaleça a sua fé no Senhor. E, como seus irmãos em Cristo, devemos responder à sua necessidade. É por isso que a Portas Abertas tem ajudado Esther a começar uma pequena confecção para sustentar a família. Ela é uma costureira muito talentosa, especializada na fabricação de roupas femininas.

Desde que começou o seu negócio, Esther foi capaz de sustentar sua família, e até mesmo enviar seus filhos para a escola; uma bênção que só se tornou possível por causa do apoio de irmãos como você.

O único apelo que Esther faz é: "Compartilhe as nossas histórias, para que mais e mais pessoas saibam sobre a situação na Nigéria e orem por nós."

Interceda por Esther, seus filhos e todas as viúvas como ela, que sofrem por sua fé em Jesus. Seu apoio significa muito.

Fonte: Portas Abertas

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome