Deputado ora e lê a Bíblia para alertar Eduardo Cunha

Deputado carioca Cabo Daciolo (atualmente, sem partido) também alertou a bancada evangélica, para que esteja atenta a ‘sinais’ que estão surgindo

Na última quarta-feira (21), o deputado evangélico Cabo Daciolo (ex-PSol e atualmente sem partido) orou e leu a Bíblia, durante seu breve discurso, para exortar o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha.

Cunha tem sido alvo de investigações devido à acusações de que ele teria recebido propinas de lobistas que agiram nas transações ilegais e corruptas da Petrobrás.

“Quero dizer ao presidente [da Câmara] Eduardo Cunha: o senhor não está sozinho. O senhor não está sozinho nesta lama de corrupção do nosso país. O senhor não está sozinho como um homem que diz ser evangélico, um homem de Deus, envolvido com corrupção. Também quero dizer a alguns membros da bancada evangélica: vigiem, porque o nosso Deus não é Deus para ficar brincando”, disse.

Além do discurso, o parlamentar cristão também chamou a atenção de Eduardo Cunha e leu o trecho bíblico de Jeremias 2.17 e 19, que diz: “Não foi você mesmo o responsável pelo o que lhe aconteceu ao abandonar o Senhor, o seu Deus? […] O seu crime o castigará. A sua rebelião o repreenderá. Compreenda e veja como é mal e amargo abandonar o Senhor, o seu Deus e não ter temor de mim, diz o Senhor dos Exércitos”.

Veja o discurso do parlamentar:

Penalizado

Em maio deste ano (2015), o Cabo Daciolo foi expulso do PSol-RJ, porque propôs trocar a palavra “povo” por “Deus” na Constituição, no trecho onde diz “Todo poder emana do povo”. Atualmente, Daciolo ainda está oficialmente sem partido.

Fonte: CPAD News

1 COMENTÁRIO

  1. Prezado Cabo Daciolo, querido irmão em Cristo, estamos contigo! O povo de Deus sempre estará orando por você. Força irmão. Ser expulso deste partido apodrecido moralmente e espiritualmente é motivo de alegria! Pois você poderá galgar um partido onde vocẽ poderá exercer a palavra de Deus. Fiquem com Deus prezados.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui