Deputado Eli Borges repudia revista Época por ataque a evangélicos: “Visão distorcida”
O deputado Eli Borges entende que a reportagem traz uma visão distorcida do que realmente significa o Evangelho.

Reportagem leva o leitor a acreditar que existam traficantes evangélicos no Rio de Janeiro

O deputado federal Eli Borges (SD-TO) usou a tribuna da Câmara dos Deputados para mostrar sua indignação contra a revista Época que ligou igrejas evangélicas e traficantes do Rio de Janeiro.

A reportagem de capa da edição 1110, de 14 de outubro de 2019, traz o título “Como a expansão de uma facção de traficantes evangélicos faz explodir ataques a outras religiões em favelas do Rio”.

O deputado entende que a reportagem traz uma visão distorcida do que realmente significa o Evangelho. “Quero deixar aqui a minha palavra de repúdio a este posicionamento isolado de alguém que escreve para uma revista que se diz tão importante”.

- Publicidade -

Eli Borges contesta que existam evangélicos traficantes. “Eu não vejo nenhum gesto de fé para quem usa fuzil para impor o seu sentimento, para impor sua visão de tráfico. Não existe fé nesse camarada. É um caso meramente isolado e toda a visão desse cidadão está no plural como se fosse os mais de 60 milhões de evangélicos do Brasil”.

O parlamentar tocantinense também se revoltou pela reportagem não mostrar o trabalho que os evangélicos fazem no Brasil, recuperando dependentes químicos e muitos trabalhos sociais.

“Esse cidadão que se diz evangélico, mas não é, e que deve ir para cadeia pelo que faz, e a revista quer dizer que ele representa os milhões de evangélicos do país”, completa.

Com JMNotícia

________________________
DEIXE UM COMENTÁRIO ____________________________
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui